Tamanho do texto

Reaparecimento de doença considerada erradicada na região deixa autoridades em alerta

Ao menos 32 casos de poliomielite foram confirmados no Tadjiquistão, onde ocorreu um surto no início de abril que representa a reaparição desta doença na região europeia da Organização Mundial de Saúde (OMS), após a erradicação em 2002, informou hoje a organização.

Fadela Chaib, porta-voz da OMS, disse que já chegaram nesta semana 4 milhões de doses de vacinas a essa república ex-soviética para começar uma campanha de imunização para frear a expansão da doença.

A porta-voz disse que o vírus identificado é semelhante ao da pólio que circula no norte da Índia, um dos poucos países onde a doença é endêmica. A campanha de vacinação de 1,2 milhão de crianças de até cinco anos no Tadjiquistão começará em 4 de maio e será feita em três fases, até 2 de junho.

O país vizinho, o Uzbequistão, também terá uma campanha de vacinação contra a pólio. O último caso clinicamente confirmado de pólio no Tadjiquistão ocorreu em 1997, e em 2008 a vacinação cobria 87% das crianças.

Segundo a OMS, o vírus da pólio percorre com facilidade longas distâncias, por isso que as regiões livres desta doença seguem em risco até que a transmissão seja enfreada nos poucos países onde continua sendo endêmico.

O surto no Tadjiquistão demonstra, na opinião do organismo sanitário global, "a necessidade de manter um alto nível de imunização até que a transmissão da pólio se interrompa no mundo todo".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.