Tamanho do texto

O número de crianças com HIV em tratamento contra a doença cresceu para 355 mil em 2009, em todo o mundo, segundo a OMS

Em 2008, esse número era de 276 mil. No entanto, a organização pondera que mais vidas poderiam ser salvas se as crianças começassem o tratamento mais cedo. "É encorajador ver mais crianças com acesso ao tratamento, mas nós temos a oportunidade de fazer mais", afirmou Hiroki Nakatani, diretor-assistente da OMS para o setor de Aids, Malária e Doenças Tropicais.

Até o momento, poucas crianças com idade inferior a um ano começaram a ser tratadas contra a doença, em parte porque determinados exames clínicos para essa faixa etária ainda não estão disponíveis em muitas regiões. A OMS defende, em nota no seu site, a necessidade de expandir os serviços clínicos capazes de diagnosticar crianças na faixa entre quatro meses e seis meses de idade. Segundo estima a OMS, com a ausência desse diagnóstico, um terço dos bebês pode morrer antes de completar um ano, e a metade deles, antes de completar dois anos.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.