Tamanho do texto

Fernando Lugo despertou sem os tradicionais efeitos colaterais das sessões de quimioterapia; ele volta ao Paraguai no sábado

O presidente do Paraguai, Fernando Lugo, diagnosticado recentemente com câncer , despertou nesta sexta-feira sem os tradicionais efeitos colaterais das sessões de quimioterapia, informou seu porta-voz no Hospital Sírio-Libanês, onde se encontra internado em São Paulo .

O chefe de Estado, que sofre de um linfoma na virilha, no tórax e em uma de suas vértebras, "acordou cedo e sem os tradicionais efeitos colaterais da quimioterapia, tomou café da manhã e caminhou um pouco, juntamente com a equipe médica que o atende, pelas instalações do hospital", informou o porta-voz Augusto dos Santos.

Os exames a que foi submetido confirmaram que o linfoma de Lugo se encontra no "estágio 4", o grau mais avançado. Os médicos determinaram uma primeira sessão de quimioterapia que durou mais de seis horas na noite de quinta-feira. O tratamento deverá ser repetido mais cinco vezes a cada três semanas.

"Estamos muito tranquilos", enfatizou Santos, acrescentando que Lugo tem previsto retornar ao Paraguai no sábado ao meio-dia, depois de completar cinco dias internado em São Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.