Tamanho do texto

Equipe de nutricionistas promove campanha pela alimentação saudável e higiene dos alimentos nas feiras livres da cidade

Além frutas, legumes e verduras fresquinhas, quem for a uma das feiras da capital paulista, onde a equipe de nutricionistas do Conselho Regional de Nutrição da 3° região estiver acampada, poderá levar para casa dicas de alimentação saudável e armazenamento dos alimentos.

No segundo ano da campanha, a proposta é oferecer, indiretamente, uma reeducação alimentar e reforçar a importância do consumo de comidas saudáveis.

Em 2009, a equipe percorreu diversos bairros da capital e do interiror. Este ano, o foco será na zona leste da cidade, local que ficou desfavorecido no ano passado, explica Solange Saavedra, gerente técnica do Conselho Regional de Nutrição de São Paulo.

Com avental preto e uma barraca montada, cinco profissionais estarão de plantão, das 8h às 12h, nas principais feiras da região, de 15/06 a 23/07. A ação também ocorrerá em Campinas. No interior, porém, o evento terá duração de uma semana. Nesta terça-feira a equipe estará na Praça Imprensa Fluminense, na quarta, 16/06, na Vila Teixeira e quinta, 17/06, no Cambuí. Confira os locais no site do Conselho Regional de Nutrição.

Feijão com arroz

Prato típico no Brasil, o feijão com arroz também é um dos motes da campanha. Solange explica que a combinação é riquíssima e deve ser incorporada ao cardápio diário. A última pesquisa sobre alimentação do brasileiro, feita pelo Ministério da Saúde em 2009, mostrou uma queda no consumo de feijão. A idéia do Conselho Regional é estimular a população a retomar esse hábito alimentar.

“É uma combinação é perfeita de aminoácidos (porções menores de proteína), minerais e fonte de energia. O feijão e o arroz, juntos, se completam nutricionalmente. A combinação é perfeita para manter  uma alimentação saudável e rica.”

Além da campanha a favor do feijão com o arroz, os nutricionistas distribuirão um calendário indicando as principais safras dos alimentos. Comprar frutas e legumes na época é um ganho de qualidade e preço .

“Quando o alimento está no auge, tem seu potencial nutritivo mais alto. Foi produzido no clima e em condições ideais. A qualidade é melhor e a grande produção favorece o preço. Alimento fora de safra não tem a mesma qualidade e acaba sendo mais caro.”

Dicas para ser saudável

Falta de tempo, alimentação fora de casa e estresse são as barreiras mais comuns para ter uma alimentação saudável. Solange explica, porém, que incorporar alimentos ricos em fibras, proteínas e minerais não exige horas de preparo, requer apenas boa vontade e iniciativa.

“A falta de tempo é sempre uma desculpa, mas há inúmeras formas de agilizar a vida e investir na alimentação. Deixar as verduras lavadas na geladeira diminui o tempo de preparo da salada”, sugere a nutricionista.

Outra dica da especialista é substituir o doce na sobremesa por uma fruta. “É importante incorporar a fruta como um alimento que dá o mesmo prazer que o doce, usá-la como sobremesa, deixar as guloseimas só para momentos especiais.”

Higienização dos alimentos

Antes de pensar em uma alimentação saudável é preciso investir na higienização. Lavar bem os legumes, as verduras e frutas é essencial. Para fazer uma desinfecção mais profunda, Solange sugere deixar os alimentos durante 15 minutos em uma solução clorada. “Não adianta usar vinagre, água sanitária. É importante utilizar uma solução especifica para alimentos’, alerta. Abaixo, a nutricionista relata alguns cuidados importantes na hora da feira:

Peixe - Alimento altamente perecível. É fundamental prestar atenção ao comprar. Os olhos do peixe devem estar bem vermelhos e brilhantes. As escamas precisam ser firmes. Ao comprar, fazer pressão na carne pra ver se tem consistência. O peixe também deve estar totalmente refrigerado. Sem refrigeração já existe risco de contaminação. Compre os alimentos refrigerados no final. Assim, terá menos tempo de descongelamento.

Frutas - Devem ser compradas firmes, sem machucados, batidas ou pequenos furos feitos por insetos.
Fruta tem uma maturação na fruteira, é melhor comprá-las ainda verdes pra ter chance de usar por mais tempo.

Ovos – Guardar os ovos na geladeira com o lado pontudo pra baixo. Dessa forma, gema e clara ficam centralizadas, facilitando a separação na hora de cozinhar. Não fazer um estoque muito grande de ovo, porque é um alimento que perde a umidade natural após duas semanas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.