Tamanho do texto

Unidade ficará interditada por pelo menos 72 horas para evitar que a bactéria se espalhe

selo

A Unidade de Terapia Intensiva (UTI) neonatal do Hospital de Clínicas de Porto Alegre foi fechada ontem, como medida de prevenção, após a confirmação de dois casos da bactéria acinetobacter. Segundo a assessoria do hospital, a unidade ficará interditada por pelo menos 72 horas para evitar que a bactéria se espalhe. Também foram suspensos os partos de risco, e o centro obstétrico foi fechado para novas pacientes.

A bactéria, que tem aparecido dentro de hospitais e atinge pessoas mais debilitadas, foi identificada ontem em dois bebês que estavam internados na unidade, que já receberam tratamento e não correm riscos, de acordo com o hospital.

Em abril de 2008, o hospital já havia passado pelo mesmo problema. A UTI de Traumatologia foi fechada por tempo indeterminado para combater uma bactéria que contaminou sete pacientes. O Acinetobacter, microrganismo que infectou os pacientes, desenvolve-se tanto na pele dos seres humanos quanto na superfície de móveis, especialmente em ambiente hospitalar. Ela é muito resistente a antibióticos, o que torna a cura demorada. Quando não tratado adequadamente pode provocar infecção generalizada e levar à morte.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.