Tamanho do texto

Médico alerta para a importância das medidas preventivas e diz que avanço do vírus é imprevisível

selo

O presidente da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI), Marcelo Simão Ferreira, disse ontem acreditar que o sorotipo 4 do vírus da dengue “entrou há muito tempo” no País. “O Ministério da Saúde está enrolando. O pessoal de Manaus fez um estudo que (mostrou que) já havia e o ministério terminantemente negava. Não há dúvida de que já entrou há muito tempo e agora estão admitindo. Por enquanto está confinado em Boa Vista, mas há possibilidade de espalhar.”

Conforme o jornal O Estado de S. Paulo informou ontem, o Ministério da Saúde emitiu alerta a todos os Estados sobre quatro casos suspeitos de contaminação pelo sorotipo 4 do vírus da dengue em Boa Vista (RR), 28 anos depois de sua primeira detecção, ocorrida na mesma cidade. Segundo informou a pasta, há risco de epidemias e casos graves, em razão de a maioria da população brasileira nunca ter entrado em contato com o vírus. As ações de prevenção foram intensificadas .

No entanto, há dois anos uma equipe de cientistas de Manaus confirmou a infecção pelo vírus 4 em três pacientes, mas o ministério refutou o estudo porque os testes em seu laboratório de referência, o Instituto Evandro Chagas, (IEC) em Belém, não confirmaram o trabalho.

“O vírus não ressurgiu, ele sempre esteve lá, desde os anos 80, mas não se detecta porque são casos esporádicos. Agora foi detectado, mas continua sendo esporádico. Não houve epidemia, caso contrário teriam dito”, opinou Ferreira. “O risco de se espalhar existe, mas é imprevisível”, continuou. Segundo ele, são necessários estudos para saber por qual motivo o vírus ainda não se disseminou. “O governo está fazendo seu papel, mas não é fácil. Olha o sul do Texas (EUA), é incontrolável.”

Anos 80

Em nota, o diretor de Vigilância Epidemiológica do ministério, Eduardo Hage, reiterou que a última circulação do vírus DEN-4 se deu na década de 80. “Não é necessária a confirmação para a intensificação das ações (preventivas)”, disse ontem, sobre os casos de Boa Vista, o coordenador do programa nacional de controle da dengue, Giovanini Coelho. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.