Tamanho do texto

David Nott conduziu médicos que ele mesmo havia treinado anteriormente em uma visita ao país que sofre com uma guerra civil que se arrasta há 5 anos

David Nott usou o Skype para ajudar médicos a realizarem uma complicada cirurgia de reconstrução da mandíbula
Pixabay
David Nott usou o Skype para ajudar médicos a realizarem uma complicada cirurgia de reconstrução da mandíbula

Com o auxílio do programa Skype, o médico britânico David Nott conduziu, de Londres, uma complicada cirurgia de reconstrução da mandíbula de um paciente em estado crítico na conflagrada cidade de Aleppo, na Síria.

Mouhammad foi ferido gravemente pela explosão de uma bomba em uma das regiões mais voláteis da guerra civil síria, que se arrasta há cinco anos. Nott usou o Skype para orientar médicos que ele mesmo havia treinado anteriormente durante uma visita ao país, mas que nunca haviam realizado procedimento semelhante por conta própria.

"Tanto médicos quanto pacientes correm muito risco na Síria, porque hospitais são alvos preferenciais (de ataques)", explicou Nott à BBC. Segundo o britânico, mais de 700 médicos morreram no norte da Síria desde 2011. Confira o vídeo clicando aqui .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.