Tamanho do texto

Segundo o Ministério da Saúde, apenas 1,8% dos brasileiros reserva um tempo para realizar boa ação que pode salvar a vida de milhares de pessoas

Em 2015, foram feitas 3,7 milhões de coletas de bolsa de sangue no país, resultando em 3,3 milhões de transfusões
Shuttersock
Em 2015, foram feitas 3,7 milhões de coletas de bolsa de sangue no país, resultando em 3,3 milhões de transfusões

A Organização Pan-Americana de Saúde (Opas) recomenda que pelo menos 2% da população doe sangue. Entretanto, segundo o Ministério da Saúde, apenas 1,8% dos brasileiros faz isso com regularidade. A falta de adesão faz com que os sistemas de saúde de todo o País trabalhem sempre com seus estoques no limite.

LEIA MAIS:  Doação de sangue vai valer desconto de R$ 20 no Uber até sábado

De acordo com o último balanço da Fundação Pró-Sangue, em São Paulo, os estoques dos sangues tipo O+, A- e AB- estão em estado crítico, enquanto os do tipo O- e B- em alerta. A situação no País fez com que fosse criado o Dia Nacional do Doador de Sangue, celebrado nesta sexta-feira (25).

Apenas uma pessoa pode ajudar a salvar a vida de outras três. Foi pensando nisso que o professor de física Thiago Ferreira Gomes, de 25 anos, passou a doar. Ele já faz isso desde os 18, e nem mesmo a chuva que atingiu Brasília nesta quinta-feira o impediu de encher mais uma bolsinha de sangue.

LEIA MAIS:  Veja 25 motivos para doar sangue

“Sempre tive vontade de poder fazer algo para as pessoas. Como não me formei na área da saúde, não tem nada a ver com a minha profissão, pensei: vou fazer isso [ajudar as pessoas] pela doação de sangue.”

No ano passado, cerca de um milhão de pessoas realizaram o ato pela primeira vez, segundo o Ministério da Saúde. O número representa 38% de todas as doações. Em 2015, foram feitas 3,7 milhões de coletas de bolsa de sangue no país, resultando em 3,3 milhões de transfusões.

Como doar

Para doar no Brasil é preciso ter idade entre 16 e 69 anos. Para os menores (entre 16 e 18 anos) é necessário o consentimento dos responsáveis. Entre 60 e 69 anos, a pessoa só poderá doar se já tiver feito alguma doação antes dos 60. Também é preciso pesar no mínimo 50 quilos e estar em bom estado de saúde.

LEIA MAIS:  Pesquisadores apostam em 'bactéria canibal' para combater superbactérias 

Além disso, o doador tem que estar descansado, não ter ingerido bebida alcoólica nas 12 horas anteriores à doação, não fumar e não estar em jejum. No dia da doação, é necessário apresentar documento de identidade com foto.

Infelizmente, algumas pessoas são impedidas de doar sangue. Os requisitos básicos podem ser encontrados no site da Fundação Pró-Sangue.

* Com informações da Agência Brasil

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.