Tamanho do texto

Sienna Duffield, de apenas três anos, acabou contraindo o vírus após ser beijada por um parente e precisou de meses para encontrar tratamento

Após nenhum creme ou pomada resolver herpes, mãe disse que parecia que alguém havia jogado ácido no rosto de sua filha
Instagram/ savinajayexox/ Reprodução
Após nenhum creme ou pomada resolver herpes, mãe disse que parecia que alguém havia jogado ácido no rosto de sua filha

Um beijo pode ser uma carinhosa demonstração de amor, mas para a pequena Sienna Duffield, de três anos, e sua mãe, Savina French-Bell, foi o início de um verdadeiro pesadelo. A menina acabou contraindo herpes de um parente e, como já sofria com eczema desde os oito meses, a infecção acabou tomando conta de seu rosto.

LEIA MAIS:  Irmãs unidas pelo abdômen passam bem após cirurgia de separação

Além da dor que Sienna sentia, ela acabava sujando suas roupas com sangue dada a gravidade do quadro.  Após mais de um ano do início da infecção por herpes, Savina, de 21 anos, faz um alerta a outros pais para que eles tomem cuidado com quem beija seus filhos.

Foi difícil encontrar um remédio que parasse o vírus, e a mãe chegou a afirmar que parecia que alguém havia jogado ácido no rosto de sua filha. “Sienna estava sendo comida viva pela sua infecção.”

Felizmente, Sienna Duffield melhorou e vai poder comemorar o Natal sem dor e sem a infecção
Instagram/ savinajayexox/ Reprodução
Felizmente, Sienna Duffield melhorou e vai poder comemorar o Natal sem dor e sem a infecção

Por oito meses, Sienna não conseguiu comer direito e sair de casa passou a ser outro problema. “As pessoas nos olhavam de uma forma horrível, crianças ficavam encarando e adultos faziam comentários terríveis”, contou a mãe em entrevista a um programa da produtora britânica ITV Studios.

LEIA MAIS:  "Achei que minha boca ia explodir": os riscos dos procedimentos estéticos

Foi necessário o uso de um antibiótico para interromper a infecção. “Nos últimos meses, o rosto dele está maravilhoso e o vírus não voltou. Sempre há uma chance de voltar, mas espero que não vá e a pele dela permaneça bem como está agora.”

Os médicos afirmaram para Savina que o organismo da menina vai se tornar cada vez mais resistente enquanto ela cresce. “É ótimo poder sair novamente e não receber mais comentários terríveis.”

LEIA MAIS:  Cirurgia com robô? Entenda como é feita uma cirurgia robótica

Herpes

De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia, herpes simples é uma doença contagiosa muito comum causada pelo vírus HSV (vírus do herpes simples humano). Existem dois tipos de HSV: o tipo 1, que frequentemente se associa as lesões orais, e o tipo 2, que é responsável por 80 a 90% das lesões genitais. A contaminação ocorre pela exposição direta ao contato da pele e das mucosas com uma pessoa infectada.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.