Tamanho do texto

O bombeiro Antony Seward tinha apenas 20 anos quando foi vítima de um acidente de trabalho: sua mão esquerda foi esmagada por uma máquina

Para salvar a mão do americano, os médicos responsáveis pelo seu caso decidiram aplicar uma técnica curiosa
Creative Commons/Pixabay
Para salvar a mão do americano, os médicos responsáveis pelo seu caso decidiram aplicar uma técnica curiosa


Após um grave acidente de trabalho, o bombeiro Antony Seward, de 21 anos, quase teve que amputar uma de suas mãos. Porém, graças a um curioso procedimento médico, que “costurou” o membro dentro de seu próprio estômago, foi possível salvar a mão esquerda do jovem britânico. 

Leia também: Homem com mão costurada no estômago para evitar amputação quer nova cirurgia

Empregado em uma fábrica têxtil, Seward sofreu um grave acidente em agosto do ano passado. Sua mão esquerda foi esmagada por um dos equipamentos da Heathcoat Fabrics e imaginava-se que a única solução para o caso seria amputar o membro. Entretanto, os cirurgiões do Southmead NHS Hospital encontraram uma possível alternativa em um procedimento muito antigo, que consiste em criar um “bolso” para o membro dentro do estômago.



Durante três semanas, o membro ficou alojado no interior do corpo com o objetivo de garantir que sua pele continuaria viva, expectativa que foi superada quase um mês depois, quando os médicos descobriram que a cirurgia foi um sucesso – e livrou Seward de uma amputação.

Descrito pela primeira vez em 1900, e muito comum durante a Segunda Guerra Mundial, o procedimento chamado “Pedicled Abdominal Flap” já foi muito mais utilizado – inclusive para tratar militares americanos que atuaram no Afeganistão. Hoje em dia, entretanto, tal cirurgia é muito raramente realizada.

“Existem formas mais sofisticadas de realizar transplantes de tecido, mas o caso do Anthony era tão severo que decidimos fazer dessa forma”, explicou James Henderson, responsável pela cirurgia, segundo o site “Yahoo”.

Agora, ele ainda passará por outras duas operações, que poderão separar os seus dedos e garantir sua movimentação de forma independente.


Leia também: Depois de tatuagem de hena, menina tem queimadura química e fica marcada

Irresponsabilidade empresarial

Porém, você deve estar se perguntando: como esse acidente pode ter acontecido? A verdade é que tudo poderia ser evitado não fosse um episódio de negligência por parte da empresa. De acordo com o “Yahoo”, a indústria admitiu ter violado as regulações de saúde e segurança do Reino Unido.

Uma peça, que poderia prevenir o acidente, ficou quebrada por 31 meses, e por causa disso, a Heathcoat Fabrics foi multada em 30 mil libras (cerca de R$ 120 mil reais) pelo juiz Stephen Nicholls.

As medidas legais, entretanto, não mudam o fato de que o bombeiro reservista está com a sua carreira em xeque e ainda vai precisar de muito tempo de reabilitação para a sua mão.

Leia também: Depois de entrar no mar, bactéria "devora" perna de mulher nos EUA

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.