Tamanho do texto

Serão ofertadas mais de 1,2 mil doses da vacina; a partir de 1 ano de idade, todos vão poder ser vacinados – exceto os que já estiverem contaminados

Vacina contra a gripe tem como meta reduzir o número de internações, complicações e mortes decorrentes das infecções
shutterstock
Vacina contra a gripe tem como meta reduzir o número de internações, complicações e mortes decorrentes das infecções

A vacinação contra a gripe H1N1 está disponível para toda a população no Rio de Janeiro, nesta quarta-feira (30). Serão ofertadas mais de 1,2 mil doses da vacina contra a gripe, em todo o estado, e a dose não será ofertada apenas ao público-alvo formado por idosos. 

Leia também: Doença renal misteriosa atinge diversas pessoas na América Central, alerta ONU

A promoção da campanha está sendo feita pela Escola Técnica de Enfermagem da Cruz Vermelha Brasileira e vai até as 17h desta quarta. As doses da vacina contra a gripe estão sendo doadas pelo laboratório Prophylaxis.

A partir de 1 ano de idade todos poderão ser vacinados. A única restrição é para os alérgicos a ovo e pessoas que estejam com o vírus da gripe. Os interessados poderão se dirigir ao portão central da instituição, que fica na praça Cruz Vermelha , nº 10.

Campanha com pouca adesão

A campanha de vacinação aconteceu em todo o País no primeiro semestre do ano. No município do Rio de Janeiro, até o início de junho, a vacinação havia atingido pouco mais de 1 milhão de pessoas, um número muito abaixo das expectativas do Ministério da Saúde .

Em todo o estado, apenas sete dos 92 municípios conseguiram atingir a meta de vacinar 90% do grupo prioritário – crianças com idade entre 6 meses e 5 anos, gestantes, idosos, mulheres com até 45 dias após o parto, pessoas com doenças crônicas e profissionais de saúde.

Leia também: "Não sabemos até quando se desenvolverá", diz mãe de menina com Síndrome de Rett

Até o momento, foram registradas pelo menos quatro mortes no estado, ocasionadas pelo vírus H1N1 desde o início do ano.

A vacinação contra a gripe tem como meta reduzir o número de internações, complicações e mortes decorrentes das infecções pelo vírus da gripe.

A transmissão dos vírus influenza ocorre pelo contato com secreções das vias respiratórias que são eliminadas pela pessoa contaminada ao falar, tossir ou espirrar. Também ocorre por meio das mãos e objetos contaminados e quando entram em contato com mucosas (boca, olhos e nariz).  A vacina contra a gripe imuniza a pessoa, então de nada adianta uma pessoa já gripada se vacinar.

Leia também: 'Não há alternativas saudáveis ao cigarro', afirma especialista

* Com informações da Agência Brasil.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.