Tamanho do texto

Mais de 30 UBS da zona norte da capital paulista irão contribuir com vacinação depois da morte de macaco por suspeita de febre amarela

vacina febre amarela
shutterstock
vacina febre amarela

Após o caso que envolveu a morte de um macaco nesta semana por suspeita de febre amarela, o Estado de São Paulo entrou em alerta e resolveu tomar algumas medidas de segurança para proteger a população contra a doença, que teve maior incidência no início do ano.

Leia também: Em alerta, SP quer vacinar 2,5 milhões de pessoas contra febre amarela

Por isso, hoje a prefeitura da cidade de São Paulo informou que as 37 Unidades Básicas de Saúde (UBS) da zona norte da capital que estão aplicando a vacina contra a febre amarela abrirão neste sábado (28), das 8h às 17h, e no domingo (29), das 8h às 14h.

Apesar da ampliação do atendimento nos postos de vacinação contra a doença, a prefeitura garante que não há registro de casos autóctones da infecção em humanos na capital paulista, somente casos importados, ou seja, pessoas que foram contaminadas em outros municípios ou em outros estados e desenvolveram a doença na cidade.

Na terça-feira (24), os bairros Casa Verde, Tremembé e Vila Nova Cachoeirinha fizeram parte de uma campanha emergencial, uma ação conjunta da prefeitura e do estado de São Paulo. Na ocasião, o secretário estadual de Saúde, David Uip, afirmou que somente moradores desses bairros deveriam se vacinar, pois os mosquitos da febre amarela não voam mais do que 500 metros.

Leia também: Governo de São Paulo recomenda vacinação contra febre amarela na capital

Parques fechados

A Secretaria Municipal do Verde e Meio Ambiente anunciou hoje (26) o fechamento de mais um parque como medida de prevenção contra a febre amarela: o Senhor do Vale, na zona norte da cidade.

Ao todo, 15 parques da capital paulista estão fechados por tempo indeterminado após um macaco ter sido encontrado morto na terça-feira (24) no Parque Anhanguera. Apesar de o exame histoquímico – que pode identificar a febre amarela no animal – não ter sido concluído, testes preliminares indicam se tratar da doença e a prefeitura decidiu fechar os parques preventivamente, segundo a secretaria.

Além das unidades municipais, desde a última sexta-feira (20), os parques estaduais da Cantareira e do Horto Florestal estão fechados devido à confirmação de presença do vírus da febre amarela em um macaco bugio encontrado morto neste último.

Leia também: Ministério da Saúde vai reincluir mais de 200 medicamentos na lista do SUS

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.