Tamanho do texto

Médicos retiraram objeto do estômago do homem de 40 anos na última sexta; ele foi levado a hospital chinês porque sentia fortes dores abdominais

Médico disse que o paciente em questão estava com dores e disse ter engolido isqueiro há 20 anos
Reprodução/People's Daily Online
Médico disse que o paciente em questão estava com dores e disse ter engolido isqueiro há 20 anos

“Cuidado com o que coloca na boca”. Essa foi a dica dada por uma equipe médica após um homem ser levado às pressas para uma sala de cirurgia para a retirada urgente de um isqueiro, que segundo ele, poderia estar preso há mais de 20 anos dentro do seu estômago.  

Leia também: Do diagnóstico ao tratamento: avanços garantem qualidade de vida aos hemofílicos

Segundo informações do Daily Mail , os médicos retiraram o  isqueiro  de dentro do estômago do homem de 40 anos na última sexta-feira (13), depois de ele sentir fortes dores abdominais e ir para o hospital. O paciente, que não teve a identidade divulgada, disse que passou a se preocupar depois de ver sangue nas fezes e sofrer de dor de estômago.

Procedimento para a retirada do isqueiro

De acordo com o canal de televisão local  Jiangxi Network, o rapaz foi levado para o Hospital do Povo de Dujiangyan, na província de Sichuan, sendo atendido pelo Doutor Qiu Changwei, do departamento de gastroenterologia.

O médico relatou que, depois da realização de alguns exames e para a identificação do objeto, inseriu um pequeno endoscópio flexível ao longo do esôfago do homem, encontrando uma estrutura retangular de plástico em seu estômago.

Leia também: Como você lava as mãos? Aprenda a higienizar corretamente e evitar doenças

"Nós realizamos alguns exames específicos e na cirurgia conseguimos identificar um objeto, mas não sabíamos exatamente o que era. Assim que o retiramos de dentro do rapaz, o analisamos. Era uma estrutura de plástico com cerca de nove centímetros de comprimento e muito brilhante, era bem parecido com um isqueiro”, disse o Dr. Qiu.

O cirurgião também informou que o chinês tinha feridas abertas e sangramento no estômago, e que foi comunicado pelo próprio paciente que era possível que o objeto tenha sido engolido acidentalmente por ele em 1998.

Leia também: Mulher com doença rara que fez seu nariz “cair” arranca prótese ao vivo

“Usamos uma espécie de capuz feito de látex para cobrir o isqueiro e, em seguida, o prendemos para a inserção de dois anéis a sua volta. Então puxamos o objeto lentamente pelo esôfago. O procedimento levou cerca de 10 minutos, e o paciente segue se recuperando da operação”, concluiu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.