Tamanho do texto

33 mulheres morreram após desenvolverem linfoma anaplásico de grandes células. Produtos da Allergan são liberados pela Anvisa no Brasil

A empresa Allergan emitiu um comunicado para o recall mundial de implantes mamários texturizados Biocell e expansores de tecido por estarem ligados a um câncer raro. De acordo com a CNN a decisão partiu da Administração de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos.

implantes mamários arrow-options
Getty Images
Implantes mamários texturizados e expansores de tecido estão sendo associados com câncer raro

Leia também: Saiba o que pode dar errado durante uma cirurgia plástica

Em comunicado, a empresa afirmou que “está tomando essa medida como precaução após a notificação de informações de segurança global recentemente atualizadas sobre a incomum incidência de linfoma anaplásico de grandes células associado ao implante mamário fornecido pela Food and Drug Administration (FDA) dos EUA”.

Os produtos recolhidos são aqueles cheios de Natrelle Saline, implantes da Natrelle com enchimento de silicone, implantes da Natrelle Inspira com enchimento de silicone e os implantes mamários Natrelle 410 de silicone anatômico altamente coesivo. Já os expansores de tecido incluídos no recall foram o Natrelle 133 Plus e o Natrelle 133 com abas de sutura.

Apesar do recall a FDA determinou que mulheres que tenham esses implantes mamários e expansores de tecido que não estiverem com sintomas, não precisam fazer a remoção do produto. Porém, caso sinta os primeiros sintomas é importante que procure assistência médica.

Leia também: Saiba o que é mito e verdade sobre câncer de mama

O linfoma anaplásico de grandes células é dividido em dois grupos: o Positivo que é comum em jovens e é altamente curável e o Negativo, mais comuns em idosos e com tratamento por meio de quimioterapia e radioterapia. Os principais sintomas são inchaço ou dor na área do implante.

“Continuaremos a monitar a incidência de BIA-ALCL em outros implantes mamários texturizados e lisos e expansores de tecido, bem como outros dispositivos destinados ao uso no seio. Se for necessária uma ação no futuro, não hesitaremos em fazer o que for necessário para proteger os pacientes”, disse o Dr. Amy Abernethy, vice-comissário de alimentos e medicamentos da FDA, à CNN .

Problema recorrente

implantes mamários arrow-options
Thinkstock/Getty Images
Implante mamário texturizado e expansores de tecido estão sendo retirados do mercado

Os problemas de câncer associados aos implantes não são novos. Em 2017 a FDA já tinha comunicado a ocorrência de 359 casos da doença provenientes de implantes mamários. Neste ano, até a presente data, já foram registrados 573 casos e 33 mortes de pacientes.

No Brasil os implantes tinham sido suspensos no mês de dezembro de 2018 após resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária ( Anvisa ). Porém, quatro meses depois os implantes foram liberados para uso depois que a Vigilância Sanitária realizou uma investigação nas próteses. Esses implantes estão proibidos na França.

Leia também:  Fumar pode atrapalhar resultado de cirurgia plástica ou procedimento estético

O linfoma anaplásico de grandes células que pode ser desenvolvido pelo implante mamário é dividido em dois grupos: o Positivo que é comum em jovens e é altamente curável e o Negativo, mais comuns em idosos e com tratamento por meio de quimioterapia e radioterapia.