Em junho de 2017, uma professora da Pensilvânia, nos Estados Unidos, fez uma biópsia após sentir dor na garganta e rouquidão na voz. Segundo o New York Post , na época, os médicos detectaram que Ashley Ann Kuzma, de 32 anos, estava com câncer de laringe. Ela perdeu a luta contra a doença no mês passado e deixou um mensagem emocionante em seu obituário. 

Leia também: Após dor intensa, jovem é diagnosticada com câncer e tem perna direita amputada

mulher que morreu de câncer
Reprodução/Facebook
Ashley Ann Kuzma morreu de câncer em 22 de setembro de 2019 e, em seu obituário, deixou uma mensagem emocionante

“Meu desejo para você é que pare de deixar situações insignificantes estressá-lo. Faça o que é importante para você. Relaxe e aproveite a companhia das pessoas ao seu redor”, escreveu Ashley, que morreu em 22 de setembro, no obituário publicado no site Legacy.com .  “O que você valoriza em sua vida? No final, é isso que importa”, continuou.

Após descobrir a doença, ela passou por diversos tratamentos. No entanto, em fevereiro de 2018, os tumores voltaram e, após uma varredura no ano passado, os especialistas descobriram que Ashley tinha câncer em suas glândulas salivares. Ela passou por 29 rodadas de radiação, quimioterapia e teve as cordas vocais removidas, mas não ficou curada. 

Leia também: Mulher descobre câncer de pulmão por causa de unhas curvadas para baixo

"Um resultado positivo de ter câncer recorrente foi que ele me ensinou a deixar de lado as coisas insignificantes e a apenas aproveitar as pessoas e os lugares", disse ela em outro trecho da mensagem . Depois que descobriu a doença, ela fez uma viagem até o México, participou do casamento de uma amiga e organizou seu próprio memorial.

"Quando você tem câncer de laringe recorrente que simplesmente não aceita não como resposta, tem muito tempo para pensar na morte", destacou em outro trecho. “Sou extremamente grata pela vida que vivi. Tive a sorte de ter uma família amorosa, amigos solidários, um emprego estável e significativo e uma casa para chamar de minha”, acrescentou.

Leia também: Médicos se chocam ao ver exame de mulher com câncer em todo o corpo

No obituário , ela ainda pediu que sua família não lamente sua morte, mas aprecie o tempo que ainda tem de vida. "Como acho que as visualizações são muito tristes para todos, solicitei que minha família organizasse uma celebração da minha vida", finalizou ela, que ainda pede a participação de todos na celebração, que acontece em 13 de outubro.

    Veja Também

      Mostrar mais