Tamanho do texto

O homem só decidiu ir atrás de ajuda médica quando o membro começou a ficar mais escuro e dolorido; mordidas podem causar problemas graves

Um homem de 43 anos, que não teve a identidade revelada, ficou com o pênis parcialmente necrosado depois de ser mordido pela parceira durante o sexo. Segundo informações do Daily Mail , a mulher mordeu a ponta do membro do par de forma acidental. No entanto, ele só resolveu procurar ajuda médica cinco dias depois. 

Leia também: Ela teve falência de órgãos e sobreviveu: “Gratidão mudou o meu olhar”

dor no pênis arrow-options
shutterstock
O homem foi mordido na ponta do pênis pela parceira, mas só procurou ajuda médica ao sentir dor cinco dias depois

O anônimo foi ao hospital quando a dor piorou e a região começou a ficar mais escura. Na ocasião, médicos da Faculdade de Medicina da Universidade do Arizona, em Phoenix, nos Estados Unidos, observaram que havia três centímetros de tecido preto na ponta do pênis do paciente.

Leia também: Mulher com doença rara que fez seu nariz “cair” arranca prótese ao vivo

Os especialistas identificaram que o lugar da lesão estava necrosado, ou seja, houve morte das células ou dos tecidos, que é causada por doenças ou por lesões, como é o caso da mordida . O caso, divulgado Visual Journal of Emergency Medicine , identificou, entretanto, que não havia pus na ferida.

Segundo o médico Marc Zosky, autor do relatório, o tratamento foi feito com antibióticos, mas não confirmou se o homem teve alguma infecção. Por sorte, ele não precisou passar por cirurgia e, após um mês de acompanhamento com profissionais da área da saúde, o paciente conseguiu se curar da lesão. 

Leia também: Comer tomate realmente ajuda a aumentar o tamanho do pênis? 

"Os pacientes mordidos no pênis geralmente não procuram atendimento médico imediato – e o processo geralmente progride. Isso pode levar a infecções de pele, que são comuns e requerem tratamento adequado", diz Zosky. "Em casos raros, as mordidas podem causar infecções mais sérias, como a fasciíte necrosante [grave infecção bacteriana]", completa.