Nada melhor que um mergulho na piscina durante a época mais quente do ano. Porém, a prática pede cuidados, já que esse ambiente é propício para a transmissão de várias doenças. Sim, a lista de doenças que você pode pegar na piscina é extensa. 

Leia mais: As 5 doenças mais comuns do verão e o que fazer para se proteger contra elas

A piscina pode transmitir doenças que vão desde problemas na pele a infecções nas regiões íntimas
shutterstock
A piscina pode transmitir doenças que vão desde problemas na pele a infecções nas regiões íntimas

Um dos grandes vilões e que lideram as doenças que você pode pegar na piscina são os fungos . De acordo com Paola Pomerantzeff, dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), as doenças da pele causadas pelos fungos são principalmente as micoses , conhecidas como pano branco. Elas também podem aparecer nos pés (como frieira) ou na virilha.

O ginecologista Alexandre Pupo, do Hospital Sírio Libanês e Hospital Albert Einstein, também destaca duas complicações na região íntima causadas por fungos: a Tinea cruris e a candidíase vaginal.

A Tinea Cruris é uma infecção fúngica que acomete a região da virilha, deixando a área com um aspecto avermelhado e descamativo. "Coça muito e costuma estar presente nos dois lados, por isso dizem que sua forma parece uma asa de borboleta", afirma Pupo. 

O outro destaque é a candidíase vaginal , causada pelo fungo Candida, que é parecido com o da Tinea Cruris, só que fica dentro da vulva. Pupo comenta que ela provoca vermelhidão, inchaço, coceira, ardência e um corrimento de 'leite talhado', muitas vezes esverdeado. 

Tanto um quanto outro são fungos adquiridos por contato, seja na beira da piscina, seja na própria água. Uma prática que contribui para esse contágio é permanecer com roupas molhadas por muito tempo. 

Leia mais: Como passar o verão inteiro livre de micose?

Além disso, algumas doenças também podem ser causadas por vírus  e outras resultarem em  alergia . Segundo Pomerantzeff, os vírus transmitem as verrugas e o molusco contagioso (bolinhas duras umbilicadas que surgem e vão aumentando em quantidade).

Através da água da piscina, também é possível contrair a dermatite de contato . A alergia pode ser adquirida na água, conforme Pomerantzeff, por conta dos produtos químicos utilizados para purificar a água da piscina. 

Onde mora todo o perigo

Os ambientes mais perigosos para o contágio são as piscinas públicas; locais onde as piscinas não são bem limpas e lugares com grande fluxo de pessoas sem que haja um controle adequado (exame médico antes de autorização para frequentar a piscina).

Como me proteger das doenças que posso pegar na piscina?

Não ficar muito tempo com a roupa úmida ajuda a se prevenir de doenças na piscina
shutterstock
Não ficar muito tempo com a roupa úmida ajuda a se prevenir de doenças na piscina


Calma, não é preciso sair correndo e fugir de todas as piscinas no verão ou nos dias quentes. Você evitar essas doenças com as seguintes atitudes:

  • Sempre se secar bem após os mergulhos
  • Não permanecer com roupas úmidas por períodos prolongados
  • Tomar banho e se secar bem depois que sair da piscina
  • Usar sabonetes de PH neutro e/ou glicerinados após os banhos de piscina
  • Usar roupas com tecidos transpiráveis
  • Não dividir pertences pessoais como toalhas e sabonetes
  • Não sentar nas bordas da piscina ou em qualquer parte do chão

Como tratar essas doenças?

Conforme Pomerantzeff explica, o tratamento é feito com abordagens específicas a depender de cada doença, após diagnóstico correto. Por exemplo, no caso das micoses, geralmente usam-se antifúngicos . Já se o problema é o molusco contagioso,  o ideal é realizar a curetagem das lesões (um tipo de raspagem).

Leia mais: Síndrome do olho vermelho cresce no verão e pode indicar doenças mais graves

Com as doenças ginecológicas também podem ser utilizados antifúngicos, pomada local ou até mesmo a exposição ao sol. O indicado é procurar a/o dermatologista ou ginecologista se perceber alguma alteração nessas áreas ou suspeitar de uma dessas doenças que pode pegar na piscina

    Veja Também

      Mostrar mais