SÃO PAULO — Três casos de pacientes com suspeita de coronavírus foram isolados e estão sendo monitorados nas cidades de São José dos Campos e Mogi das Cruzes, no interior de São Paulo.

Leia também: 80% das pessoas infectadas por coronavírus não apresentam sintomas; saiba como se prevenir

coronavírus
shutterstock
coronavírus

Em São José, uma paciente de 51 anos e um homem de 37 anos buscaram hospitais da cidade com sintomas de gripe. O marido da paciente retornou da China em dezembro e o homem internado desembarcou do país há cerca de uma semana.

Em Mogi das Cruzes, uma jovem de 22 anos que retornou há 4 dias de de Wuhan, epicentro do surto de coronavírus , também é monitorada. Ela procurou um hospital da cidade com queixas de dores na garganta e estômago, mas não apresenta sintomas clínicos da doença.

A vigilância epidemiológica de São José dos Campos, no Vale do Paraíba, monitora os dois casos suspeitos de coronavírus na cidade. A primeira paciente, de 51 anos, procurou nesta quarta-feira (29) um hospital privado com sintomas como febre, coriza e tosse. Relatou que seu marido realizou viagem de 30 dias para a China em dezembro e, ao retornar, apresentou sintomas de gripe.

O marido trabalha em Itajubá, município mineiro, e não apresenta mais os sintomas. A paciente está em isolamento domiciliar e sendo tratada com Tamiflu, antiviral utilizado também no tratamento da gripe Influenza H1N1 .

Nesta quinta-feira (30), a cidade recebeu a segunda notificação de caso suspeito de coronavírus, após um homem de 37 anos ser internado com sintomas como tosse e fraqueza. O paciente retornou na sexta-feira (24) de viagem de cerca de duas semanas à China. Seu estado de saúde é estável e está isolado por enquadrar-se na definição atual da Organização Mundial de Saúde para casos suspeitos: apresenta sintoma respiratório e viajou para área de transmissão do vírus nos últimos 14 dias.

As amostras biológicas de ambos pacientes foram colhidas pelos hospitais da cidade e enviadas para análise no Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo. Os resultados devem ser divulgados em 15 dias. A Vigilância da cidade também enviou aos serviços de saúde do município ofício com orientações para o atendimento de pacientes com suspeita de contaminação pelo vírus.

Todas pessoas que tiveram contato com os pacientes foram orientadas a procurar os serviços de saúde caso também apresentem quadro gripal, conforme determina protocolo do Ministério da Saúde .

Em Mogi das Cruzes, a cerca de 50 quilômetros da capital paulista, uma jovem de 22 anos retornou de Wuhan em 26 de janeiro. A cidade chinesa é considerada o principal centro de foco do coronavírus – 170 pessoas morreram e mais de 8.100 casos de contaminação pelo vírus foram confirmadas na cidade, que decretou isolamento em 22 de janeiro.

Na quarta-feira, 29, a jovem foi atendida em hospital particular da cidade, onde foram feitos exames laboratoriais e o material coletado foi encaminhado para análise em São Paulo. A jovem foi para o hospital em Mogi das Cruzes com queixas de dores na garganta e estômago, mas não apresenta sintomas que caracterizam a infecção por coronavírus, como febre e tosse.

Leia também: Caso suspeito de coronavírus no Rio de Janeiro é descartado

A Secretaria Municipal de Saúde foi notificada pelo serviço epidemiológico do estado para monitorar o caso. A paciente está em isolamento domiciliar, protocolo de monitoramento adotado nos casos suspeitos de coronavírus no estado de São Paulo até agora, e passa bem. Ao todo, o estado de São Paulo tem seis casos suspeitos até agora - três na capital e três no interior paulista.

    Veja Também

      Mostrar mais