cidade de São Paulo e seu entorno enfrentam uma série de problemas nesta segunda-feira (10) por causa das fortes chuvas que assolam a região desde a madrugada. Além do caos no trânsito, com diversas interdições por alagamentos, desabamentos e caos na cidade, as enchentes podem representar sérios riscos à saúde. 

são paulo alagada arrow-options
Tv Globo / Reprodução
São Paulo enfrenta enchentes e alagamentos nesta segunda-feira (10)

A água das enchetes pode contaminar alimentos e a água que as pessoas vão beber em suas casas. Além disso, ela pode ser meio de transmissão de algumas doenças e favorecer o aumento de outras, como dengue, já que água acumulada é ponto de reprodução do mosquito Aedes aegypti. 

Quais as doenças causadas pelas enchentes? 

Segundo alerta a Secretaria de Estado de Saúde de São Paulo, há riscos para a saúde porque as águas sujas carregam uma série de vírus e bactérias. Com isso, há mais chance de se contrair doenças infecto-contagiosas

O principal alerta vai para o risco de contrair leptospirose , que é causada por uma bactéria encontrada na urina dos ratos e pode ser espalhada pelas águas das chuvas e alagamentos . A bactéria pode entrar no organismo pela pele.

"Se a pessoa tiver contato com a água ou a lama das enchentes precisa ficar atento a sintomas como febre, dor muscular, náuseas e dor-de-cabeça. Nesse caso, será preciso procurar um médico imediatamente e relatar que teve contato com alagamentos", orienta a secretaria em seu site oficial. Entretanto, vale ressaltar que os sintomas podem demorar mais de 20 dias para aparecerem depois do contato com a água contaminada. 

A água das chuvas misturada com esgoto também pode transmitir hepatite A . De acordo com reportagem prévia do iG Saúde, a doença ataca o fígado e há vacina na rede pública contra ela. Entretanto, quem não está imunizado não deve fazer isso agora, pois a vacina pode provocar um quadro febril, sintoma comum das doenças relacionadas às enchentes, o que pode prejudicar um possível diagnóstico. 

Ainda segundo a secretaria estadual, as enchentes também aumentam o risco de diarréia aguda, causada por bactérias, vírus e parasitas, além da febre tifóide , causada pela salmonella typhi, bactéria encontrada nas fezes de animais.

Como se prevenir das doenças que podem chegar com as enchentes? 

O primeiro ponto é evitar ao máximo o contato com as águas sujas e impedir que crianças de aproximem ou até brinquem em pontos de alagamento. Se não houver opção, fique o menor tempo possível em contato com a água, que pode estar contaminada. Tente se proteger, usando botas ou mesmo sacos plásticos nos pés e pernas para evitar o contato. Luvas de borracha também devem ser usadas. 

Faça a higienização das mãos e do corpo após qualquer contato com as águas. Além disso, lave sempre bem as mãos antes de preparar alimentos ou se alimentar. 

Leia também: O risco de consumir alimentos contaminados em enchentes

Em relação aos alimentos, jogue fora o que tiver entrado em contato com a água suja - mesmo se a comida estiver em saco plástico, há risco de contaminação, alerta a secretaria de Saúde. A água que irá beber e usar na cozinha também merece cuidado especial.

"Procure beber sempre água potável, que não tenha tido contato algum com as enchentes, e a utilize no preparo dos alimentos, especialmente das crianças menores de um ano. Para garantir que a água é segura para consumo, ferva-a por ao menos um minuto, ou adicione duas gotas de hipoclorito de sódio com concentração de 2,5% (água sanitária) para cada litro de água", orienta o orgão. 

E como limpar a casa após a enchente e evitar doenças?

Se a água invadiu a sua casa, atenção ao momento da limpeza. Depois que a água abaixar, use desinfetantes e produtos próprios para limpar tudo e lembre-se, mais uma vez, de se proteger com luvas de borracha, botas ou mesmo sacos plásticos. 

No caso dos utensílios domésticos (panelas, copos, pratos e objetos lisos e laváveis), lave-os normalmente com água e sabão. Depois, prepare uma solução desinfetante, diluindo um copo (200 ml) de água sanitária (hipoclorito de sódio a 2,5%) em quatro copos de água (800 ml). Mergulhe na solução os objetos lavados, deixando-os ali por, pelo menos, uma hora. Veja mais dicas de como limpar a casa após as enchentes

    Veja Também

      Mostrar mais