geladeira arrow-options
shutterstock
Não há evidências de que a Covid-19 pode ser contraída pela ingestão, especialista ressalta

Com a pandemia de Covid-19, hábitos de higiene devem ser intensificados. É importante lavar bem as mãos, ou passar álcool em gel quando for possível. Além disso, nas poucas situações em que se deve sair de casa (para ir ao supermercado ou à farmácia), é necessário utilizar uma máscara que cubra o nariz e boca. Mas quais seriam os cuidados com alimentos?

LEIA MAIS: Bolsonaro sanciona lei que autoriza telemedicina

De acordo com o biólogo e pesquisador Dr. Atila Iamarino, não há evidências de que uma pessoa possa contrair a Covid-19 pela ingestão. “Com verduras e frutas frescas, ainda deve-se ter a preocupação de que sejam bem lavadas, para evitar uma possível contaminação pelo contato”, ressalta o especialista.

“Frutas e verduras podem conter muco ou saliva de outras pessoas. Se alguém tocar (em uma superfície contaminada) e levar as mãos à boca ou nariz, poderá contrair a doença. É o mesmo cuidado que temos com quase tudo”, afirma o Dr.Iamarino. 

O especialista ainda ressalta que colocar alimentos na geladeira ou no freezer não garante que o vírus será eliminado. Ainda não há estudos sobre como o Sars-CoV-2, o causador da Covid-19, se comporta nessas condições, mas tomando como base o comportamento de outros seis coronavírus, é importante higienizar os alimentos antes de colocá-los na geladeira.

“Os coronavírus que conhecemos não são inativados na geladeira ou no freezer; eles são estáveis. Portanto, é melhor assegurar a higiene para reservar qualquer coisa”, finaliza o Dr.Iamarino.

    Veja Também

      Mostrar mais