Otimistas com os bons resultados da imunização de macacos rhesus, pesquisadores da Universidade de Oxford, no Reino Unido, dão início aos ensaios de uma vacina contra o novo coronavírus (Sars-coV-2), causador da Covid-19 .

Leia também: Nova aposta: hospitais dos EUA testam eficácia de antiácido contra Covid-19

vacina
Divulgação
vacina

A intenção do grupo é testar a fórmula em cerca de 1.100 voluntários ao longo das próximas semanas e ter a vacina da Covid-19 disponível em setembro de 2020. Isso, claro, se os desdobramentos forem similares aos obtidos com os primatas.

Leia também: Covid-19 pode ter contaminado muito mais do que é registrado

“O macaco rhesus é a coisa mais próxima que temos dos seres humanos”, ressaltou Vincent Munster, um dos integrantes da equipe de pesquisa, ao jornal americano The New York Times . Segundo ele, os resultados da pequisa com as cobaias serão compartilhados na próxima semana e enviados a uma revista científica.

Leia também: Brasil estaria achatando a curva de contágio da Covid-19, diz especialista

Segundo um comunicado da Universidade de Oxford, as primeiras doses da vacina contra a Covid-19 foram aplicadas em humanos no último dia 23, e outros voluntários, moradores de Oxford, Southampton, Londres e Bristol, estão sendo imunizados desde então.

    Veja Também

      Mostrar mais