Teich
Reprodução/Twitter
Ministro visitou estado para acompanhar os avanços no combate ao Covid-19

Em visita a Manaus, o ministro da Saúde, Nelson Teich, participou de coletiva na noite deste domingo (3) e deu detalhes sobre os estudos realizados no país sobre a eficácia da Cloroquina no combate ao Covid-19. Segundo ele, os primeiros resultados da pesquisa devem ser divulgados até a próxima semana.

Leia também: "Resultados encorajadores": vacina italiana consegue bloquear Covid-19 em ratos

"Semana que vem a gente já vai ter um dado preliminar, talvez já até uma conclusão. Temos um pool de quase 100 hospitais que estão trabalhando nesse programa de pesquisa. Então a gente deve ter um dado ainda preliminar, mas que pode ter uma informação melhor sobre a eficácia de medicamentos", afirmou Teich .

O ministro afirmou ainda que os esforços brasileiros acompanham os estudos realizados em outras partes do mundo para identificar fármacos que auxiliem no combate ao novo coronavírus (Sars-Cov-2) e revelou que o governo tem mantido conversas com pesquisadores para não "ficar para trás" caso alguma descoberta positiva seja feita.

"O que de melhor poderia acontecer seria surgir um remédio que funcionasse. Isso mudaria a história que a gente vive. Por isso, a gente tem que antecipar e contatar essas indústrias para ter um pedaço disso quando surgir. Senão a gente fica à reboque de países mais ricos", ressaltou.

Leia também: Testes rápidos de Covid-19 começam a ser oferecidos em farmácias

Em outro momento, Teich anunciou o início de um programa de testagem em massa da população ainda nesta semana, que deve ser definido pelo IBGE e vai priorizar alguns grupos. Com isso, a expectativa do governo é aumentar o número de pessoas testadas para a doença, que hoje é de cerca de 21 milhões.

Por fim, o ministro revelou que a pasta da Saúde está utilizando estratégias distintas para cada região do país. Segundo ele, "não dá para trabalhar como uma coisa só" e é preciso identificar as áreas que foram mais ou menos afetadas pelo vírus. A ideia é "intervir precocemente" para evitar danos maiores.

Leia também: Cloroquina: exaltada por Bolsonaro, mas longe de ser opção contra o Covid-19

"Vamos trabalhar a individualidade de cada estado, de cada região. A gente vai agora ter de detalhar mais cada ação, cada projeto para fazer a coisa certa em cada região do país", finalizou Teich .


    Veja Também

      Mostrar mais