átila
Reprodução/TV Cultura
Atila Iamarino explica, no Twitter, sobre cabines de desinfecção

Populares durante a pandemia de Covid-19 , estruturas de desinfecção como câmara, cabines e túneis são uma alternativa para evitar a propagação do vírus em estabelecimentos. Apesar disso, o virologista Átila Iamarino, que ganhou popularidade em lives sobre o novo coronavírus, alertou em seu Twitter sobre a falta de eficácia das instalações em muitos casos.

"Ótimo para eliminar vírus e bactérias na superfície do corpo. Não serve pra nada se ass pessoas carregarem a Covid-19 dentro do corpo e depois precisarem respirar lá dentro", explicou o especialista após um seguidor questionar sobre um bar que investiu na ideia.

Leia mais: Cada semana sem quarentena serão várias pagando, diz especialista

Além de Iamarino, as cabines também são alvo da Agência Nacional de Vigilância Sanitária ( Anvisa ), que divulgou, em abril, uma nota na qual afrima “faltar evidências científicas” de que o uso das estruturas tenha eficácia como medida preventiva contra o novo coronavírus.

De acordo com a autoridade sanitária, “a duração de 20 a 30 segundos para o procedimento não seria suficiente para garantir o processo de desinfecção”. A  nota técnica ainda reforça que a adoção desse mecanismo “não inativaria o vírus dentro do corpo humano, além de poder causar danos à saúde de quem se submetesse à desinfecção com saneantes aplicados diretamente na pele e nas roupas”.

    Veja Também

      Mostrar mais