Vacina
EPA
Testes da vacina da Universidade de Oxford começaram a ser realizados no Brasil

Nesta segunda-feira (22), a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e a Fundação Lemann confirmaram o início dos testes em São Paulo da vacina contra o Covid-19 produzida pela Universidade de Oxford, no Reino Unido.

Segundo informações das entidades, a vacina, que recebeu o nome de ChAdOx1 nCoV-19 e é uma das mais promissoras na lista de candidatas registradas pela OMS no combate ao novo coronavírus (Sars-Cov-2), deverá ser aplicada em pelo menos cinco mil profissionais da área de saúde entre São Paulo e Rio de Janeiro.

De acordo com o portal G1, a Fundação Lemann, que é uma das financiadoras do projeto no Brasil, celebrou o início dos testes por meio de nota: “Há um caminho importante a ser percorrido agora pelos especialistas antes de podermos celebrar bons resultados. O que virá depois, ainda não sabemos. Enquanto isso, o foco da Fundação Lemann está em acompanhar a iniciativa".

Ao todo, a Universidade de Oxford espera testar a vacina em 50 mil pessoas em todo o planeta, sendo 30 mil só nos EUA . No Brasil , 5 mil voluntários entre 18 e 55 anos foram selecionados e devem ser vacinados. A ideia, segundo os pesquisadores, é ter os resultados até setembro, para que a produção e entrega destas vacinas possa ocorrer já em outubro.

    Veja Também

      Mostrar mais