Segundo o mapa divulgado pela Secretaria Municipal de Sáude de São Paulo, o Grajaú, na Zona Sul, é o bairro da capital com o maior número de casos Covid-19 , seguido pelo Jardim Ângela , que é vice-líder do ranking.

Representação da Covid-19
shutterstock
Representação da Covid-19

O Grajaú registrou até o dia 9 de junho pelo menos 11.032 casos confirmados ou suspeitos da Covid-19 , enquanto o Jardim Ângela teve 8.058 pessoas infectadas. Na sequência, aparecem os bairros de Brasilândia (Zona Norte), com 7.412 confirmações, seguido por Capão Redondo (Zona Sul) com 7.412 e Jardim São Luís, que teve 7.163 casos no período.

No início da pandemia, o bairro do  Morumbi concentrava o maior número de casos confirmados ou suspeitos da doença por ter, segundo os especialistas, mais moradores com poder aquisitivo e com histórico de viagens recentes a outros países. Mais de três meses depois, o bairro ocupa a 55ª posição entre os 96 bairros da cidade.

A síndrome respiratória aguda grave (SRAG)

Ainda de acordo com o mapa divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde, o bairro Jardim Ângela, localiado na Zona Sul, é o bairro da capital com o maior número de casos de internação por SRAG.

O bairro teve 919 hospitalizações confirmadas ou suspeitas por SRAG até 09 de junho. A região é seguida pela Brasilândia, na Zona Norte, e pelo Jardim São Luís, na Zona Sul, que registraram igualmente 795 internações por SRAG no período.

Sampopemba, na Zona Leste, que atualmente concentra o maior número de mortos por coronavírus  entre os bairros da cidade, aparece na quarta posição entre os distritos que tiveram mais internações por SRAG, com 794 pessoas procurando o serviço de saúde.

Apesar da menor prevalência, a Zona Sul concentra dez dos vinte bairros com mais casos confirmados de Covid-19 na capital paulista. A região também concentra dez dos vinte bairros com mais casos de internação por síndrome respiratória aguda grave ( SRAG ).

    Veja Também

      Mostrar mais