Com o avanço do novo coronavírus (Sars-coV-2), muita controvérsia foi gerada em torno do melhor medicamento para combater a Covid-19 . Em meio a isso, um novo nome pode surgir: a tocilizumabe .

Tocilizumabe surge como possibilidade no combate à Covid-19
Pixabay/Pexels
Tocilizumabe surge como possibilidade no combate à Covid-19

Já conhecida pela medicina, a droga é usada amplamente nos casos de artrite reumatoide e tratamento refratário a outros medicamentos. O uso da  tocilizumabe tem como intuito impedir a deflagração da cascata de citocinas pré-inflamatórias associadas aos quadros graves de Covid-19 .

Com base neste princípio, segundo o colunista Dante Senra, o Hospital Igesp, em São Paulo, usou o medicamento em 14 pacientes com quadro de grave comprometimento respiratório, sendo que em 11 casos esses pacientes já se encontravam intubados e não apresentavam quadro de melhora clinica.

Os outros três pacientes estavam em fase de pré-intubação, pois necessitavam de altas doses de oxigênio. Todos eram portadores de doenças preexistentes, dentre elas, obesidade, doenças pulmonares e cardíacas prévias. 

No grupo dos pacientes que nem todos tinham sido intubados, a evolução foi bastante favorável e a assistência com ventilador foi evitada. No grupo dos 11 pacientes já intubados que receberam a droga, 10 se recuperaram plenamente e um deles infelizmente não obteve melhora e evoluiu para óbito. 

Considerando que a mortalidade hospitalar dos pacientes intubados por essa doença é em torno de 40%, o hospital registrou um bom resultado. Embora, deve-se lembrar que trata-se de uma amostragem pequena e sem grupo controle, o que, segundo o colunista, não é pertinente para o momento. 

    Veja Também

      Mostrar mais