Covid-19
Pixabay
Tipo sanguíneo pode determinar o agravamento de várias doenças, inclusive o câncer

Um novo estudo europeu confirmou que pessoas com sangue do tipo A têm mais risco de contrair o novo coronavírus (Sars-CoV-2) e desenvolver casos severos da doença. Já os pacientes com sangue do tipo O têm menor risco de agravamento. 

Algumas doenças – como o câncer – costumam afetar determinados tipos sanguíneos mais do que outros, mas a relação entre o sangue e o ataque de vírus ainda é um dos mistérios da ciência moderna.

Desvendar o que há por trás do sangue e a resposta imune para a Covid-19 pode ajudar especialistas a entenderem mais sobre a doença.”Não sabemos por que existem tipos sanguíneos. Isso é fascinante na história evolutiva”, diz Laure Segurel, geneticista e pesquisadora do Museu de História Natural da França.

Segundo um artigo publicado em junho no Jornal de Medicina de New England, pessoas com sangue do tipo A têm 45% mais chances de se infectar com o coronavírus do que outros tipos. O estudo acompanhou mais de 1,9 mil pessoas em estado grave na Espanha e na Itália, e comparou os dados com outras 2,3 mil pessoas com poucos sintomas.

Um comportamento similar foi notado durante o surto de Sars, que infectou 8 mil pessoas entre 2002 e 2003. Segundo o diretor do instituto de pesquisas francês Inserm, Jacques Le Pendu, o sangue do tipo O é menos suscetível a coagulação. Este pode ser um dos motivos por trás do agravamento da Covid-19.

    Veja Também

      Mostrar mais