Tedros Adhanom, diretor da OMS
Reprodução/Instagram
Tedros Adhanom, diretor da OMS

Cerca de 172 países estão envolvidos no plano da Organização Mundial da Saúde , batizado de Covax, desenvolvido para garantir acesso igualitário a vacinas contra a Covid-19 . A informação foi divulgada pela OMS nesta segunda-feira (24).

Todavia, o financiamento do projeto é urgente e os países devem fazer compromissos mais sólidos. “Inicialmente, onde haverá fornecimento limitado (de vacinas contra Covid-19 ), é importante dar a vacina àqueles em maior risco ao redor do globo”, disse o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Gebreyesus, em briefing à imprensa.

Em abril, após meses de análises, chegou-se à conclusão de que o projeto iria requerer US$ 31 bilhões. Desse total, US$ 18 bilhões iriam para acelerar o desenvolvimento de vacinas, comprá-las e garantir a distribuição para cerca de 90 países mais pobres do mundo.

Todavia, quase quatro meses depois, as duas rodadas de arrecadação de fundos para o projeto resultaram em um volume insuficiente de recursos. Juntos, os dois eventos garantiram US$ 3,8 bilhões, em maior parte de doações europeias.

    Veja Também

      Mostrar mais