Contato poderá ser feito via WhatsApp ou ligação
Reprodução
Contato poderá ser feito via WhatsApp ou ligação

Uma iniciativa da Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) pretende implementar o " Disk-Covid " em complexos prisionais do Mato Grosso do Sul. O objetivo do projeto é manter os familiares dos detentos atualizados sobre o estado de saúde dos mesmos, visto que a pandemia do novo coronavírus (Sars-coV-2) tem avançado a longos passos entre os presidiários. Só no MS, são 338 casos ativos de Covid-19 , dentre os quais são 70 servidores e 268 internos.

O Disk-Covid  é um projeto piloto, por enquanto, implantado apenas nos quatro maiores presídios de regime fechado de Mato Grosso do Sul . Cada um dos complexos recebeu um número para contato, cujo atendimento ocorre por ligação ou WhatsApp, entre às 07h30 e 16h30, de segunda a sexta-feira.

Facilitador, o canal é exclusivo para informações referentes à Covid-19 entre a massa carcerária daquela unidade e demais assuntos não podem ser tratados.

Confira os números: 

  • Estabelecimento Penal "Jair Ferreira de Carvalho" (Máxima de Campo Grande): (67) 99265-1751.
  • Instituto Penal de Campo Grande: (67) 99135-6546.
  • Penitenciária Masculina de Regime Fechado da Gameleira: (67) 99134-6200
  • Penitenciária Estadual de Dourados: (67) 99191-3844.

Em nível nacional o cenário também é preocupante. O número de infectados por coronavírus em unidades do sistema prisional brasileiro registrou um aumento de 82,3% nos últimos 30 dias, chegando a 19.683 casos, conforme dados do Departamento de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário e do Sistema de Execução de Medidas Socioeducativas do CNJ (Conselho Nacional de Justiça). 

    Veja Também

      Mostrar mais