cemitério
Alex Pazuello/Semcom
Sepultamentos no Cemitério Nossa Senhora Aparecida, em Manaus

O mundo atingiu, no domingo (27), a triste marca de um milhão de mortes causadas pela pandemia de Covid-19. A doença, que teve origem no fim de 2019 na China, já causou mais de 33 milhões de casos em todo o mundo.

Até o momento foram confirmadas oficialmente 1.001.854 mortes no planeta, de um total de 33.150.844 casos detectados, de acordo com dados divulgados pela Organização Mundial de Saúde com base nos balanços de cada país.

No Brasil, a primeira morte causada pela doença foi confirmada em março de 2020. Desde então, o país já registrou mais de 141 mil óbitos, com 4,7 milhões casos entre curados e hospitalizados. Em alguns estados, a pressão no sistema de saúde causou colapso.

Atualmente, os Estados Unidos lideram a lista de países mais atingidos pela Covid-19 em números absolutos, com mais de 7 milhões de casos. O país é seguido pela Índia - que chegou a 6 milhões de casos - e pelo Brasil.

Na sexta-feira, a Organização Mundial de Saúde emitiu um alerta de que o número de óbitos pode atingir a marca de 2 milhões caso as lideranças não mantenham medidas para evitar a propagação do vírus. Segundo dados oficiais, a chamada "curva de contágio" da doença vive agora um platô global. Ou seja, está em seu momento mais alto, com cerca de 5 mil mortes por dia.

    Veja Também

      Mostrar mais