UTI
Getty Images
Estudo alerta para perda muscular em pacientes de UTI

Um estudo conduzido pelo Hospital Sírio-Libanês, realizado com cerca de 40 pacientes em Unidades de Terapia Intensiva para tratar a Covid-19, apontou um dado importante sobre a perda muscular nos casos mais severos, que pode chegar a 2% por dia.

A pesquisa reforça a importância de reabilitação imediata após a recuperação da infecção, especialmente em pessoas idosas com alguma limitação de mobilidade prévia.

Entre os pacientes que apresentaram maior perda muscular, estão os que necessitaram de intubação e imobilização para respiração mecânica. No caso da Covid-19, o processo é potencializado pelo tempo maior de internação, que pode ser superior a 15 dias.

"O paciente mais grave de Covid-19 perde em apenas um ou dois dias o que uma pessoa com idade de 50 a 60 anos perde em dois anos. É como se ele tivesse um superenvelhecimento", explicou à Folha de São Paulo a coordenadora médica do Hospital Sírio-Libanês e líder da pesquisa, Isabel Chateaubriand.

    Veja Também

      Mostrar mais