estudante
Pixabay/Alexandra Koch
Inquérito avalia prevalência da Covid-19 entre estudantes de SP

De acordo com o inquérito sorológico mais recentes da Covid-19 na cidade de São Paulo, pelo menos 236.841 crianças e adolescentes em idade escolar já foram infectadas pela Covid-19 em algum ponto da pandemia. O resultado representa 16% de todos os estudantes de ensino fundamental e médio da capital paulista.

O inquérito, divulgado na tarde desta terça-feira (13), considera o retorno gradual às salas de aula no estado e os possíveis riscos da retomada. A prevalência foi de 12,6% de alunos com anticorpos para a doença no ensino privado, 15,4% na rede estadual de ensino e 17,6% na rede municipal. De acordo com a prefeitura de São Paulo, responsável pela divulgação dos dados, as testagens utilizam o método imunocromatográfico com 97,87% de sensibilidade.

Em todas as fases da testagem, realizada desde o mês de agosto, a prevalência das infecções em pessoas de cor parda e preta foi maior em relação à branca. A prevalência da doença nos professores, também avaliada pelo inquérito, é de 4,5% a 7,8%.

O documento explica que o número de crianças assintomáticas que testaram positivo para a Covid-19 é o dobro da prevalência entre adultos. Além disso, o inquérito destaca que 30% dos estudantes de escolas privadas moram com idosos na mesma casa, enquanto a infecção é mais comum entre estudantes de escolas públicas.

    Veja Também

      Mostrar mais