coronavírus
GettyImages
Descoberta impressiona ainda mais pois, em vida, o homem testou negativo para Covid-19

Uma amostra do novo coronavírus (Sars-CoV-2) foi detectada no pulmão de um homem, falecido há quase um mês. O caso, que ocorreu na Inglaterra, foi reportado no site especializado BMJ Case e representa uma descoberta importância pela sobrevivência do vírus no corpo humano.

Além da descoberta do vírus, os cientistas apontaram um dado ainda mais impressionante: em vida, o homem testou negativo para a Covid-19. As amostras dos pulmões foram extraídas após desconfiança dos médicos, que observaram sintomas no paciente.

"Acreditamos que esta seja a primeira vez que o vírus foi demonstrado ser detectável no tecido pulmonar 27 dias após a morte", diz o artigo. Os médicos ainda crescentam que a descoberta "pode ter um efeito significativo no manuseio de amostras de laboratório, bem como no descarte do cadáveres".ra.htm?cmpid=copiaecola

    Veja Também

      Mostrar mais