Vacina CoronaVac%2C desenvolvida pela China%2C contra a Covid-19
Fotoarena / Agência O Globo
Vacina CoronaVac, desenvolvida pela China, contra a Covid-19

O Instituto Butantan fechou acordo com Santa Catarina para fornecer a CoronaVac , vacina contra a Covid-19 produzida pela entidade junto à farmacêutica Sinovac, para municípios do estado.

A parceria foi firmada com a Federação Catarinense de Municípios (Fecam). O protocolo de intenções será assinado na quinta-feira (10) na sede do Butantan, em São Paulo. O valor das doses ainda será definido.

​A lentidão do Ministério da Saúde em falar sobre quais seriam as vacinas que estarão em seu Plano Nacional de Imunização (PNI) preocupa estados. Até agora, pelo menos oito governadores já procuraram João Doria (PSDB) para eventual compra da CoronaVac.

Nesta terça-feira (8), o tucano protagonizou um embate tenso com o ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello , ao questionar se a pasta priorizava alguma vacina para imunizar a população e se a CoronaVac seria utilizada caso ela seja aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Na segunda (7), o governo paulista anunciou um plano de vacinação com início previsto para 25 de janeiro . Deverão ser vacinados primeiro profissionais de saúde, pessoas com mais de 60 anos e grupos vulneráveis como indígenas e quilombolas, totalizando 9 milhões de pessoas. O custo com a logística será de R$ 100 milhões aos cofres do estado.

O Butantan estima que os resultados da fase 3 da CoronaVac, decisivos para sua aprovação, estejam prontos até o dia 15 de dezembro.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários