Covid-19: Número de mortes de idosos diminuiu por causa de vacinação no Rio
Sandro Pereira/Fotoarena/Agência O Globo
Covid-19: Número de mortes de idosos diminuiu por causa de vacinação no Rio

O prefeito do Rio, Eduardo Paes (DEM), afirmou, na noite desta segunda-feira, em live, que o número de mortes por covid-19 de idosos diminuíram por causa da vacinação no município. De acordo com ele, dados da Prefeitura do Rio apontam que o número de internações também diminuiu após a vacinação de pessoas mais velhas.

"Estamos com o hospital de Acari completamente lotado, funcionando para pessoas com covid-19. Temos números bem interessantes, positivos é que os pacientes com Covid estão ficando menos tempo no hospital. Um resultado melhor no atendimento", disse.

O prefeito entende que essa melhora nos resultados do atendimento aconteceu por causa do melhor entendimento médico da doença. Apesar disso, Paes disse que a rede de saúde ainda está recebendo casos de pacientes com sintomas de covid-19.

UTIs privadas no Rio

Quem conta com um plano de Saúde no Rio também enfrenta filas e falta de leitos para internação em UTIs para covid-19. Algumas regiões já operam na capacidade máxima também na rede privada. É o caso da Região dos Lagos, do Centro Sul Fluminense e do Norte Fluminense. A ocupação em CTIs na rede privada chegou a 95% no Estado. A taxa supera a da rede pública do Estado, que está em 87,5% segundo divulgação da Secretaria Estadual de Saúde do Rio.

O diretor da Asherj, Graccho Alvim, diz que a situação é preocupante e que praticamente só a capital ainda dispõe de leitos na rede particular. "Difícil momento. A rede privada da capital é a única que ainda tem vagas. Além dela, restam alguns leitos disponíveis na Baixada e em Campos", conta. A ocupação de UTIs na rede privada da cidade do Rio também está alta, em 90%. No hospital São Lucas, em Copacabana, Zona Sul do Rio, por exemplo quatro pacientes aguardavam para conseguirem ser intubados na manhã desta segunda-feira.

Vacinação no Rio

Nesta quinta-feira, um novo calendário de vacinação foi divulgado pela Prefeitura do Rio. A campanha beneficia pessoas com idades entre 71 a 60 anos. As doses para este público-alvo, que começou a ser contemplado hoje, serão aplicadas até o dia 24 de abril.

A Secretaria Municipal de Saúde chegou a desmentir, na tarde desta segunda, um calendário fake, que foi divulgado nas redes sociais. “Não acreditem em fake! ‘Bora’ vacinar! O calendário segue a remessa de doses informada pelo Ministério da Saúde”, alertou Paes em seu Twitter.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários