Covid: Eduardo Paes vai incluir rodoviários no grupo prioritário de vacinação
Tânia Rêgo/Agência Brasil
Covid: Eduardo Paes vai incluir rodoviários no grupo prioritário de vacinação

O prefeito Eduardo Paes afirmou que os rodoviários do Rio vão figurar entre os grupos prioritários para vacinação. A novidade deve ser anunciada amanhã na coletiva semanal sobre a covid-19, comandada pelo secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz. O prefeito do Rio permanece em isolamento domiciliar, após ter sido infectado com covid-19.

A categoria vem pressionando para receber a imunização. O presidente do sindicato de Rodoviários do Rio, Sebastião José, chegou a afirmar no início da semana que caso a imunização da categoria não começasse até o dia 1° de maio, a capital poderia viver "um lockdown de advertência no transporte urbano".

O presidente do sindicato disse que Paes o informou que será anunciada amanhã (23) a data para o início da imunização dos profissionais.
"Parece que a falta de bom senso deu lugar à razão. A insistência da prefeirura em não vacinar os profissionais estava colocando em risco toda uma categoria. Desde janeiro que estamos solicitando a aplicação da vacina, mas não éramos atendidos, o que infelizmente, desde o início da pandemia", disse Sebastião José.

Segundo o presidente do sindicato, desde o início da pandemia já foram registrados 196 casos e 56 mortes de profissionais da categoria. Sebastião afirmou ainda que disponibilizou dois endereços para a realização da vacinação para a prefeitura: um em Campo Grande, na Rua Jaguarauna, 283 e o do Centro Social do sindicato, na Estrada Otaviano, 404 em Rocha Miranda.

Já o sindicato que atende 13 municípios de Niterói a Arraial do Cabo, o Sintronac, afirma que não houve anúncio nesse sentido para a categoria. Está marcada para a próxima segunda-feira (26) uma paralisação dos ônibus nas cidades de Niterói, São Gonçalo, Itaboraí, Maricá e Tanguá.

O presidente do Sintronac, Rubens dos Santos Oliveira, ressalta que os rodoviários fazem parte do grupo prioritário no Plano Nacional de Imunização do Ministério da Saúde e que o grupo é relativamente pequeno. Em São Gonçalo, são 7.147 rodoviários, em Niterói, 3.443; em Maricá, 1.226; Itaboraí, 263; e Tanguá 7. "Até o último fim de semana registramos que 50 rodoviários morreram por conta da covid-19. Esse é o número que contabilizamos, mas a realidade pode ser pior", ressalta.

Você viu?

Em nota, a RioÔnibus lembrou que o anúncio da priorização da vacinação dos rodoviários da capital veio um dia após envio de ofício ao prefeito cobrando agilidade. "Mesmo com determinação de utilização de máscaras e higienização regular das mãos e utensílios, os profissionais lidam em média com 200 pessoas diariamente, durante o exercício da função. A medida agrega mais segurança aos deslocamentos diários da população e dos profissionais rodoviários", diz o sindicato das empresas do ônibus da cidade do Rio.

A Prefeitura de Maricá diz que devido à vacinação no município estar suspensa, a questão dos grupos prioritários fica em compasso de espera, aguardando a retomada da imunização, que não tem data prevista.

A Secretaria de Saúde de São Gonçalo afirma que entende a importância desta e de outras categorias profissionais dentre os grupos prioritários, que já estão elencados no Plano Nacional de Imunização do Ministério da Saúde. E informa que continuará seguindo o PNI, buscando também equacionar a questão com imunização simultânea destes grupos de acordo com a remessa de doses a serem enviadas ao município.

A assessoria de imprensa da Prefeitura de Itaboraí informa que a Secretaria Municipal de Saúde está seguindo o Plano Estadual de Vacinação e aguarda um norteamento quanto ao início da vacinação de novos grupos prioritários. A Vigilância Sanitária segue mapeando para identificar qual critério adotar para a vacinação dos rodoviários, destacando que esse avanço só será possível quando as doses destinadas a esse grupo forem enviadas ao município.

A Secretaria Estadual de Saúde do Rio informa que segue o Plano Nacional de Imunização do Ministério da Saúde e diz que não tem previsão para priorização de rodoviários.

Nesta quinta-feira, 22 de abril, a vacinação na capital é destinada a mulheres com 60 anos, profissionais de saúde com 46 anos, gestantes com comorbidades e à segunda dose.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários