Anticorpos contra a Covid-19 duram mais tempo em mulheres, afirma estudo
Fusion Medical Animation/Unsplash
Anticorpos contra a Covid-19 duram mais tempo em mulheres, afirma estudo

Cientistas do Instituto Pasteur, na França, descobriram que mulheres conseguem ficar imunizadas mais tempo contra a Covid-19. Desde o início da pandemia, a ocorrência de quadros graves da doença, principalmente em homens, chamou a atenção dos pesquisadores e eles fizeram o estudo.

Publicado na revista científica Journal of Infectious Diseases, a estudo relata que o nível de anticorpos em mulheres diminui mais lentamente do que nos homens. Os pesquisadores descobriram que os homens criam uma quantidade maior de anticorpos quando são infectados mas, depois de seis meses, apenas 8% deles continuam com os mesmos níveis. Entre as mulheres, em contrapartida, a porcentagem é de 38%.

Possíveis explicações

A explicação pode ser que os hormônios sexuais femininos estimulam a resposta imune, e os cromossomos X estão envolvidos na maneira como o corpo se defende de ataques. Como as mulheres possuem o cromossomo duplicado, lidariam melhor com a infecção.

O estudo continua sendo realizado para analisar os níveis de nove meses a um ano após a infecção. Nesta primeira etapa, participaram do levantamento cerca de 400 cuidadores e funcionários administrativos de um hospital que tiveram formas leves da Covid-19.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários