Vacina
Jim Reed - Repórter de saúde da BBC
Vacina

A Organização Mundial da Saúde (OMS) solicitou aos países com campanhas de vacinação em estágio avançado entre adultos que não imunizem crianças e adolescentes contra a covid-19 e que as doses sejam destinadas para o sistema Covax, criado para contemplar nações com menos recursos.

O apelo foi feito pelo diretor-geral Tedros Adhanom Ghebreyesus e ocorreu um dia depois de os Estados Unidos iniciarem a vacinação da faixa etária de 12 a 15 anos.

“Entendo que alguns países queiram vacinar suas crianças e adolescentes, mas eu lhes peço para reconsiderar isso e dar vacinas para o Covax. No ritmo que as coisas vão, o segundo ano da pandemia será muito mais letal do que o primeiro”, lamentou.

Vale lembrar que o programa Covax ficou sem boa parte do fornecimento de vacinas que esperava para o segundo trimestre deste ano, isso porque países como a Índia, que fabrica a maior parte dos fármacos, decidiram proibir as exportações de imunizantes.

Além de solicitar as doações, a OMS alertou que os países devem ser cautelosos no momento de autorizar a dispensa do uso de máscaras, em locais públicos, por pessoas já vacinadas. Nesta semana, os Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA liberaram pessoas totalmente imunizadas contra a covid do uso da proteção.

“No caso de um país que deseja eliminar a obrigatoriedade da máscara, isso só deve ser feito no contexto de considerar tanto a intensidade de transmissão na área quanto o nível de cobertura vacinal”, disse Mike Ryan, especialista em emergências da OMS, Mike Ryan.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários