Risco de terceira onda da Covid-19 no Reino Unido aumenta pressão sobre Boris Johnson
Reprodução: BBC News Brasil
Risco de terceira onda da Covid-19 no Reino Unido aumenta pressão sobre Boris Johnson


Apesar do aumento de casos da variante Delta e da preocupação com uma possível terceira onda da pandemia da Covid-19,  os serviços de saúde do Reino Unido não registraram morte pela doença nesta terça-feira (1). Isso não acontecia desde 30 de julho de 2020. 

Segundo informações da AFP de Londres, a melhora pode ser atribuída à campanha de vacinação em massa lançada em dezembro do ano passado. Mais de 39 milhões de pessoas, o equivalente a quase 75% da população adulta, já recebeu a primeira dose da vacina no Reino Unido. Já os vacinados também pela segunda dose são mais de 25 milhões, representando quase a metade da população adulta.

Apesar de não registrar óbitos nas últimas 24 horas, o país contabilizou 3.165 novos casos, alcançando 4,5 milhões de casos e indicando um aumento em comparação com as últimas semanas.

A preocupação com a  variante Delta, detectada originalmente na Índia tem aumentado a pressão para que o primeiro-ministro, Boris Johnson, continue com os esforços para conter o vírus.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários