Mato Grosso do Sul tem taxa de ocupação de leitos UTI em 104%
SILVIO AVILA
Mato Grosso do Sul tem taxa de ocupação de leitos UTI em 104%

Nesta segunda-feira, o secretário estadual de Saúde do Mato Grosso do Sul, Geraldo Resende, afirmou que o estado enfrenta o pior momento da pandemia de Covid-19. A média móvel de casos dos últimos sete dias atingiu 1.810, a maior de toda a pandemia. Já a média móvel de mortes subiu para 46,1 óbitos por dia, nos últimos sete dias. A taxa de contágio continua a crescer e atingiu 1,09.

Pela segunda semana consecutiva, Mato Grosso do Sul bateu novo recorde histórico de casos confirmados de Covid-19 a cada sete dias. Na última semana, 11.942 pessoas testaram positivo para a doença, segundo o boletim epidemiológico deste domingo. Na semana anterior, foram 11.270 casos confirmados, uma diferença de 672 casos.

A taxa de ocupação de leitos públicos de UTI já chega a 104%. Em todo o estado, 255 pessoas aguardam na fila por um leito. Nas enfermarias, a taxa de ocupação está em 90%.

Ao falar sobre a ocupação de leitos de UTI no estado, o secretário de Saúde citou Ponta Porã. Disse que a cidade recebeu 10 novas unidades no sábado, que no mesmo dia todos foram ocupados e que nesta segunda o município já tem mais 10 pacientes na fila, aguardando disponibilização de leitos.

Resende comentou que aguarda a abertura para o quanto antes de 10 novos leitos de UTI no Hospital da UFGD, em Dourados, e que, em parceria com a prefeitura de Três Lagoas, vai abrir também 10 leitos de terapia intensiva no Hospital Nossa Senhora Auxiliadora.

Você viu?

O secretário colocou a pasta à disposição da prefeitura de Campo Grande para ajudar a implantar novos leitos de UTI na capital. Disse que basta que o município indique o local, para que o estado busque alternativas para conseguir equipamentos e que além disso ajudará com 50% do custeio dessas novas unidades.

Segundo boletim epidemiológico desta segunda-feira, o estado teve mais 1.619 pessoas que testaram positivo, totalizando 290.725 casos confirmados. A Secretaria Estadual de Saúde informa, através do boletim desta segunda-feira, que foram mais 24 óbitos. Com isso, foram 6.815 mortes por Covid no estado.

Segundo a secretaria, no final de março, quando um decreto com medidas mais restritivas passou a entrar em vigor, nas semanas subsequentes, o número de casos começou a cair, mas retornou a aumentar a partir de 18 de maio.

Vacinação

Em todo o estado, 810.896 já receberam a primeira dose da vacina, correspondendo a 28,86% da população. A segunda dose foi aplicada em 358.802, o que significa 12,7% da população.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários