Com falta de transparência, Brasil pode ter 650 mil vacinados fora dos grupos prioritários
André Biernath - Da BBC News Brasil em São Paulo
Com falta de transparência, Brasil pode ter 650 mil vacinados fora dos grupos prioritários

O número de registros de vacinados no país pode demonstrar problemas. Isto porque quase 650 mil até a última quarta-feira (2) não mostram o motivo pelo qual as pessoas foram imunizadas. Os dados foram analisados pelo O Tempo , com base em informações do Programa Nacional de Imunização (PNI), vinculado ao Minstério da Saúde .

As informações do perfil de quem está buscando a vacina, como a que grupo prioritário ela pertence, é de preenchimento obrigatório. São  649.286 aplicações no Brasil sem os dados. Os estados que mais têm conflito de informações no preenchimento do formulário de vacinação são  Paraná, Rio de Janeiro, São Paulo, Santa Catarina e Minas Gerais

Em Minas Gerais, segundo apuração do O Tempo, há pessoas vacinadas com três a oito doses do imunizante diante da escassez no país. Foram vacinados 11.773 mineiros, classificados como idosos, porem, com menos de 60 anos. 

Questionado pelo jornal, o Ministério da Saúde informou que há uma portaria que define a obrigatoriedade dos registros de forma correta, mas não respondeu sobre ações para melhorar a transparência dos dados. Já a Secretaria de Sáude de Minas Gerais disse que orienta os profissionais de saúde a realizarem o preenchimento correto no Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações (SI-PNI).


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários