Covid-19: Mutirão da vacina em SP reduz número de atrasados em quase 50%
Tânia Rêgo/Agência Brasil
Covid-19: Mutirão da vacina em SP reduz número de atrasados em quase 50%

O secretário municipal de Saúde de São Paulo, Edson Aparecido, disse, nesta segunda-feira (7), que a capital paulista imunizou neste último fim de semana quase 50% das pessoas que estavam com a 2ª dose da vacina contra a Covid-19 atrasada.

O número foi alcançado após o mutirão, chamado de "Dia D" da vacinação, que foi realizado em parceria com municípios do estado. A informação foi dada em entrevista ao 'Uol News'.

"No início da semana tínhamos 197 mil pessoas sem a 2ª dose e chegamos no final de semana com menos de 100 mil pessoas a serem atingidas. O trabalho continua, mas reduzimos praticamente em 50% o número de pessoas que não tinham tomado a 2ª dose (...) O balanço foi positivo", afirmou o secretário.

Até o dia 27 de maio, pouco mais de 500 mil pessoas em todo o estado não haviam completado o ciclo vacinal contra a Covid-19.

Novos grupos de vacinação

Nesta segunda (7), a Prefeitura de São Paulo amplia a vacinação e começa a imunizar gestantes e puérperas sem comorbidades e também pessoas com deficiência que recebem BPC (Benefício de Prestação Continuada). Serão vacinados aqueles acima de 18 anos em ambos os grupos.

"É um grupo de cerca de 270 mil pessoas aqui na capital. Vamos avançando gradativamente na vacinação da 1ª dose. Nessa semana, devemos receber [mais um lote] da CoronaVac e Janssen", completou o secretário.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários