Dr. Soumya Swaminathan
Reprodução/Youtube
Dr. Soumya Swaminathan


Segundo vídeo públicado nesta sexta-feira (11) pela OMS (Organização Mundial da Saúde), a vacinação de crianças contra a Covid-19 não deve ser uma prioridade agora. A cientista-chefe da organização, Soumya Swaminathan, explicou que elas correm um risco muito menor de contrair a forma grave da doença, apesar de poderem ser contaminadas e transmitir o vírus.

O apelo de Swaminathan é feito, principalmente, porque a quantidade de doses não é suficiente para imunizar todo mundo e, por isso, é necessário priorizar a vacinação de profissionais da saúde, trabalhadores da linha de frente, idosos e pessoas com comorbidade -- "que estão sob alto risco de exposição ao vírus".

Isso não quer dizer, no entanto, que as crianças não devam, futuramente, ser imunizadas. "Depois, gradualmente ir por faixa etária até chegar às crianças", disse a cientista, que afirma que a prioridade, agora é reduzir as taxas de letalidade.

Você viu?

Ainda no vídeo, a cientista diz que crianças com comorbidades podem ser priorizadas assim que houver doses disponíveis, mas mas que elas, "como grupo, formam um grupo de menor prioridade".

Volta às aulas

Swaminathan disse que as crianças não precisam estar vacinadas para voltarem às aulas. Se os trabalhadores da escola e os adultos estiverem vacinados, as unidades de ensino podem reabrir, desde que "seguindo as medidas de saúde pública que foram aconselhadas para a segurança escolar".

Assista:


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários