Funcionários médicos tratam de um paciente no hospital Brescia Poliambulanza, na Lombardia, a província mais atingida durante a primeira onda da pandemia
Piero Cruciatti/Divulgação
Funcionários médicos tratam de um paciente no hospital Brescia Poliambulanza, na Lombardia, a província mais atingida durante a primeira onda da pandemia


Itália registrou nesta segunda-feira (21) seu menor número diário de casos do novo coronavírus em mais de 10 meses.

De acordo com boletim do Ministério da Saúde, foram notificados 495 contágios em 24 horas, cifra mais baixa desde 18 de agosto (403), elevando o total de pessoas já infectadas para 4.253.460.

Com isso, a média móvel de casos diários do coronavírus Sars-CoV-2 no período de uma semana caiu para 1.100, menor valor desde 26 de agosto (1.039).

Você viu?

O boletim desta segunda-feira também registra 21 novos óbitos, totalizando pelo menos 127.291 mortos na Itália desde o início da pandemia.

A média móvel de vítimas diárias em uma semana (36) é a mais baixa desde 14 de outubro (33). O país ainda soma mais de 4 milhões de pacientes curados e 76.853 casos ativos, menor valor desde 10 de outubro (74.829).

Até o momento, já foram aplicadas 46,2 milhões de vacinas anti-Covid na Itália, sendo que 15,9 milhões de pessoas, quase 30% da população vacinável (acima de 12 anos), tomaram as duas doses da AstraZeneca, da Pfizer ou da Moderna ou a dose única da Janssen e completaram o ciclo de imunização.

Devido à melhora dos números da pandemia, apenas uma das 20 regiões do país ainda não progrediu para a "faixa branca", regime mais flexível de medidas anti-Covid: o Vale de Aosta, que abriga menos de 1% da população nacional.

A expectativa do governo, no entanto, é de que a região avance para a faixa branca na próxima segunda-feira (28). 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários