Sputnik V chega ao Brasil em 7 dias e deve ser aplicada com restrições
Foto: Divulgação/União Química
Sputnik V chega ao Brasil em 7 dias e deve ser aplicada com restrições

O lote com 1,1 milhão de doses da vacina contra a Covid-19 russa, Sputnik V, chega em Pernambuco dentro de uma semana. O imunizante foi comprado pelo Consórcio Nordeste e deve ainda ser distribuído para os estados de Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe após o desembarque em Recife.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) ainda não concedeu autorização emergencial ou definitiva do imunizante. No entanto, liberou a chegadas das doses e autorizou uma aplicação controlada, com um estudo de eficácia sendo conduzido com as pessoas que receberam o produto.

Vacina Sputnik V com uso controlado

Por conta disso, o número de doses é limitado e não deve acelerar muito a vacinação na região. Estados do norte do Brasil também vão importar um lote com cerca de 600 mil unidades da Sputnik V, mas ainda não possui previsão de chegada.

“Os benefícios podem superar os riscos na tomada de decisão e seguem no sentido de se aceitar a proposta do relator de aceitar as solicitações de importação excepcional”, explicou o presidente da agência, Antônio Barra Torres, na autorização da vacina Sputnik V

Ainda no Brasil, o imunizante russo deve ser produzido pela União Química, que tenta conseguir autorização da Anvisa há meses. O presidente da farmacêutica, inclusive, já chegou a acusar a agência de estar agindo contra vacinas produzidas pela indústria privada.

Uma fábrica no Distrito Federal, inclusive, já foi montada para produzir o produto. A empresa agora espera conseguir liberação definitiva da Anvisa para uso do produto. Os testes com o lote do nordeste podem acelerar esse processo. Ao todo, a vacina Sputnik V já é usada em 68 países do mundo.

Você viu?

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários