Ansiedade causada pela pandemia pode afetar o sistema digestivo
shutterstock
Ansiedade causada pela pandemia pode afetar o sistema digestivo


Transtornos emocionais como a ansiedade podem causar dores de cabeça e dores musculares, mas também problemas digestivos, como gastrite nervosa, úlceras e refluxos. Segundo Gustavo Patury, médico especialista em aparelho digestivo, o período de pandemia da Covid-19 pode intensificar ainda mais estes sintomas.

"O desemprego ou a diminuição da renda são fatores ligados ao surgimento de sintomas depressivos, estresse e ansiedade, devido à incerteza e o medo de não conseguir arcar com as responsabilidades mensais e necessidade dos familiares, assim como o isolamento social", afirma Patury.

O médico ressalta que a ansiedade causada pelo estresse libera cortisol e adrenalina, fazendo com que o corpo produza ácido do suco gástrico em excesso, o que acaba diminuindo uma camada de proteção que temos no estômago. "A alta acidez deixa todo o sistema digestivo irritado, causando dor de estômago, inchaço, diarréias, náuseas e vômitos, levando a pessoa a ter uma gastrite nervosa", explica.

Você viu?

Para evitar maiores complicações, é importante saber como identificar os gatilhos emocionais -- ou seja, aquilo que pode provocar "uma resposta mental que envolve emoções, pensamentos e comportamentos mais específicos, conectados principalmente a experiências passadas ou novas que danificam muito o subconsciente", explica o médico.

"Uma das melhores formas de evitar gatilhos e voltar a atenção para a saúde e bem-estar de forma integral é cuidar do psicológico, manter uma alimentação saudável e uma rotina com exercícios físicos que evitam dores e problemas no estômago, que muitas vezes ocorrem em decorrência da saúde mental", afirma. 

"O corpo físico é o reflexo das nossas emoções e pensamentos, sempre que algo não vai bem ou não ocorre como o esperado, o corpo encontra um meio de mostrar que há um problema. Caso perceba que os problemas emocionais estão afetando a sua saúde, busque por acompanhamento de uma equipe de profissionais especializados em psicologia, nutrição e sistema digestivo, pois pode ocorrer o desenvolvimento de doenças como gastrite nervosa (devido a ansiedade e estresse), úlcera (doença agravante da gastrite), refluxo gastroesofágico (situação agravada do refluxo) e síndrome do intestino irritável (esta ligada a depressão, ansiedade e estresse)", diz Patury.

"Além disso, realize exercícios físicos para a liberação de endorfina e encontre uma válvula de escape (atividades e hobbies que podem ajudar a desacelerar e promover o bem-estar)", finaliza. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários