Covid-19: Em SP, idosos morreram mais na rede pública que na rede privada
Ministério da Saúde
Covid-19: Em SP, idosos morreram mais na rede pública que na rede privada

Na capital paulista, idosos com 80 anos ou mais que se internaram na rede pública com Covid-19 tiveram menos chance de sobreviver do que aquelas que buscaram atendimento na rede privada. Os números foram apresentados pelo portal 'Uol', com base nos dados oficiais do Ministério da Saúde.

A cada 100 pessoas dessa faixa etária que se internaram nas unidades estaduais e municipais de saúde da capital, 58 morreram, em média. Nas unidades privadas este número foi mais reduzido (46).

Os maiores índices de morte ocorreram nas unidades que atuaram em casos de maior complexidade. No caso da rede municipal da cidade, os índices de hospitais municipais são piores do que os das Unidades de Pronto Atendimento. No primeiro caso, são 53 mortes para cada 100 internados; no segundo, 49.

O governo de São Paulo informou ter encontrado divergências entre suas bases de dados internas e as informações do Ministério da Saúde. A Prefeitura de São Paulo disse considerar a comparação inadequada.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários