Máscaras continuam obrigatórias em SP
Joao Gabriel Alves/Agencia Enquadrar/Agencia O Globo
Máscaras continuam obrigatórias em SP

O Comitê Científico de São Paulo, equipe de especialistas em saúde que orienta o governo do estado, avalia que ainda "não é o momento" de flexibilizar o uso de máscaras, mesmo que em ambientes abertos.

"Apesar dos números positivos, o Comitê entende que ainda não é momento. Estamos passando por uma transição com flexibilizações importantes, como a volta as aulas com frequência obrigatória dos alunos, presença do público nos espetáculos, redução de distanciamento. Precisamos acompanhar qual será o impacto das modificações nos indicadores", explica João Gabardo.

"Estamos analisando e vamos propor nos próximos dias um conjunto de indicadores relacionados à transmissibilidade da doença, também a cobertura vacinal. Esses indicadores não vão definir uma data para flexibilizar o uso de máscaras, mas vai indicar que no momento que os atingirmos, haverá possibilidade de tornar não obrigatório em algumas situações, inicialmente ao ar livre, sem aglomeração", completou.

Segundo Gabardo, o governo estadual recebeu contatos de alguns setores que estão passando pela reabertura gradual para que a obrigatoriedade do equipamento seja mantida, temendo a necessidade de novos fechamentos.

"O governo tem recebido manifestações pedindo para que não seja flexibilizado, todos têm receio de retroceder. Desde quando iniciamos as flexibilizações, sempre foi com segurança. Vamos continuar mantendo segurança avanço gradativo para que não tenhamos que repetir o que alguns países fizeram, flexibilizaram precocemente e tiveram que retroceder", completou.

Leia Também

Uso obrigatório no pós-pandemia

Gabardo também revelou que o Comitê deve pedir para que o governo mantenha o uso obrigatório de máscaras em alguns ambientes após a pandemia, como em hospitais, para evitar o contágio por outras doenças.

Dados da vacinação

Segundo o governo de São Paulo, 84,26% da população adulta do estado, acima dos 18 anos, já está com o esquema vacinal completo contra covid-19 com as duas doses ou então a dose única. Em números absolutos, foram aplicadas 69.231.870 doses do imunizante.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários