Mosquito da dengue
Rafael Neddermeyer/ Fotos Públicas
Mosquito da dengue

Nesta semana, a Prefeitura de  São Paulo deu início a uma força-tarefa para controlar e combater a dengue na capital paulista, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), da Coordenadoria de Vigilância em Saúde (Covisa) e da Divisão de Vigilância de Zoonoses (DVZ).

Com o auxílio das 28 Unidades de Vigilância em Saúde (Uvis) da cidade, as atividades casa a casa serão intensificadas em imóveis de altíssimo e alto risco, com  a identificação de pontos estratégicos e locais especiais. As ações ocorrem diariamente até o dia 20 de novembro.

As operações têm o objetivo de reduzir a infestação do mosquito Aedes aegypti e lugares em que ele possa se proliferar, com o esforço das equipes de saúde.

As unidades também realizam a Avaliação de Densidade Larvária (ADL), ou seja, um levantamento  amostral que auxilia na obtenção de indicadores de infestação pelo mosquito e servem para direcionar as estratégias de vigilância e controle vetorial do Programa Municipal de Vigilância e Controle de Arboviroses.

Desde 2020, foram realizadas 2.249.229 ações de bloqueios de controle de criadouro do Aedes aegypti, 5.061.094 visitas de rotina casa a casa, mais de 68 mil ações em pontos estratégicos da cidade, entre outros trabalhos na capital.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários