Quatro ministros de Bolsonaro sobrevoam áreas afetadas pelas enchentes
Foto: Senado Federal
Quatro ministros de Bolsonaro sobrevoam áreas afetadas pelas enchentes

Após sobrevoar áreas atingidas pelas enchentes na Bahia, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, prometeu nesta terça-feira o envio de vacinas, medicamentos e médicos para atender a população atingida pelas enchentes. Ele, contudo, não deu prazos para o recebimento dos reforços e dos insumos.

"Vamos reforçar a vacina para cobertura gripe, vamos trazer mais 100 mil unidades dessa vacina, vacinas de hepatite A (…) toda necessidade para saúde, médicos da Força Nacional, que são médicos emergencistas, eles vão começar a chegar", disse o ministro.

Mais cedo, o governador Rui Costa afirmou que várias cidades atingidas pelas enchentes estão sem medicamentos e perderam todo o estoque da vacinas.

Segundo Queiroga, no começo do ano, 90 médicos que integram o programa de atenção primária, também serão disponibilizados. Queiroga destacou que esse foi um pleito do governo estadual. O ministro destacou que o ministério editou portaria liberando R$ 12 milhões para áreas efetuadas pelas enchentes, sendo R$ 7 milhões para o estado da Bahia.

"Nós vamos tomar todas as providências para dar suporte às autoridades de saúde do estado e dos municípios", garantiu.

Leia Também

Além de Queiroga, também sobrevoaram as áreas de enchente os ministros do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, da Cidadania, João Roma, e a ministra da Mulher, da Família e Direitos Humanos, Damares Alves. Todos participaram da coletiva de imprensa com o governador da Bahia, Rui Costa (PT).

João Roma ressaltou que, no momento, não estão sendo observada as cores partidárias.

"De fato estamos juntos trabalhando pelo povo baiano", afirmou o ministro da Cidadania, lembrando também que outros estados são atingidos pela enchente.

O governador Rui Costa destacou que a medida provisória (MP) que abre crédito extraordinário de R$ 200 milhões para o Ministério da Infraestrutura não prevê recursos apenas para a Bahia. Os recursos serão utilizados para reconstruir rodovias também no Amazonas, em Minas Gerais, no Pará e em São Paulo. O governador fez um apelo para recbeer mais recursos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários